Pare de procrastinar a sua cura emocional – Jornal A Gazeta

Pare de procrastinar a sua cura emocional

Olá, tudo bem?
Você sabe o que é procrastinação?
Pois bem, procrastinar significa deixar para depois ou transferir para o outro dia. Em pesquisa realizada, etimologicamente, a palavra “procrastinar” se originou a partir do latim procrastinatus, procrastinare, que significa “à frente de amanhã”, na tradução literal.
Segundo o dicionário online em Português, um procrastinador é “aquele que vive adiando, deixando seus afazeres para um outro momento ou para depois: ele é um procrastinador obsessivo”. Encontra-se no fundo do posso emocionalmente, e não faz nenhum movimento para sair do lugar.
Diante deste conhecimento que, de repente, pode ser o que você tem vivido, quero que compreenda que pior ainda é o estresse que isso gera e também o sentimento de culpa. Em nossa mente fazemos cobranças a nós mesmos que chega a nos entristecer, perturbar, aumentar ainda mais os conflitos internos ao ponto de afetar a nossa autoestima e saúde mental.
Sinceramente, você deve ter perdido várias oportunidades para fazer a mudança ou alcançar seus objetivos devido ouvir essa voz interna da procrastinação dizendo para você: Agora não, virão outros concursos público; segunda-feira eu começo meu regime; entrarei na academia; procurarei um especialista, daí, chega outro concurso, chega segunda-feira e nada de conseguir começar e cumprir com algo que irá beneficiar você em várias áreas de sua vida.
Claudia, mas, às vezes, é normal, natural e até melhor adiarmos determinadas coisas. Concordo com você! No entanto, quando este comportamento começa a impedir, afetar o funcionamento de sua vida pessoal e profissional, ele deixa de ser normal e se torna patológico, pois causará alterações emocionais. Lembrando também que a falta de motivação e produtividade contribuem para a ansiedade e o estresse, levando-nos ou causando essa lentidão, ou procrastinação. Portanto, cabe a você identificar qual ou quais os fatores têm causado e levado você a este comportamento prejudicial a sua vida.
Agora que você sabe o que é procrastinação, está na hora de parar de negligenciar atitudes, decisões, escolhas, tarefas e comportamentos necessários para o seu avanço e conquista de sonhos, metas ou mudança de vida.
Quando nós queremos a cura emocional, quando nós queremos resolver o conflito que se instalou dentro de nós, paramos de viver arranjando justificativas e adiando resolver aquilo que, de fato, precisa ser resolvido. Ou seja, partimos para o enfrentamento, e assim não adiamos mais as nossas decisões, nossas escolhas. Paramos de nos esconder atrás deste hábito de deixar para amanhã aquilo que podemos ou devemos fazer hoje.
Quer escrever uma nova história em sua vida? Perca tempo não!
Então, tente identificar o que faz você procrastinar. Têm feito muitas coisas ao mesmo tempo e no fim nada está da forma que você gostaria que estivesse? Então, o que é prioridade naquele projeto, serviço, ou conflito pessoal? Este acúmulo cria em nós grandes conflitos e gera um cansaço imenso, uma desmotivação cruel, pois nossa energia está sendo sugada. Portanto, não temos forças e partimos mais uma vez para o adiamento.
Então, identifique o problema, afinal, basta uma faísca para causar um incêndio emocional. Portanto, é esta faísca que você precisa IDENTIFICAR.
Identificando, dê um passo de cada vez. Sem atropelos, por favor! E preste atenção aos elementos estressores que podem surgir para bloquear ou entreter, tirando você do seu FOCO. Quer um exemplo: redes sociais, WhatsApp. Quando não sabemos fazer uso dessa tecnologia que nos trouxe importantes benefícios, nos tornamos escravos, dependentes, viciados, adoecidos e, consequentemente, procrastinadores obsessivos. Portanto, desligue-se, não desvie a sua atenção! Siga em frente!
Uma outra sugestão válida é dividir a tarefa, os compromissos e até os problemas. Vá por parte, analisando tudo cuidadosamente e seguindo uma ordem inteligente, ou seja, o que é prioridade.
Se está enfrentando um conflito conjugal, pare e reflita, não na atitude ou comportamento do outro, mas em você. Onde errou? Na escolha? Se estiver casado, desculpe-me, mas já é um pouquinho tarde para ter percebido isso, agora é analisar e pensar na importância desta relação para você, e o que pode fazer para melhorar, quais os pontos positivos desta relação e do seu cônjuge. Quais sentimentos o parceiro desperta em você? Qual o significado desta relação para você? Você quer realmente estar neste relacionamento? Você quer que esta relação perdure? E quais seriam as consequências caso esteja pensando em um divórcio? Pense, esta é realmente a solução? Estou preparado para este passo tão sério? Analise, pois, caso contrário, você estará criando outros sérios problemas. Mas, se ainda não aceitou casar, ótimo! Pense com a razão e não com o coração. Por favor, não procrastine esta tão importante decisão em sua vida! Observe se existe sintonia entre vocês, ou seja, sonhos, projetos, valores e princípios em comum. Se existe realmente respeito a sua pessoa. Preste atenção, não se engane com a historinha de quê quando casar irá mudar, deixe de se enganar. Tudo só piora.
Então, o que você está esperando para alcançar a sua cura emocional? Até quando ficará adiando?
Tudo dependerá de você. Então, pare de adiar, deixar para depois, procrastinar a sua história, a sua vida, pois a mudança para a conquista de dias melhores, da cura emocional, dependerá única e exclusivamente de sua atitude diante da vida.
Um grande abraço!
Fique com Deus.

Assuntos desta notícia