Pe. Fábio de Melo sobre a depressão: podemos vencer juntos a doença do século – Jornal A Gazeta

Pe. Fábio de Melo sobre a depressão: podemos vencer juntos a doença do século

Vivemos um ritmo de atividades e de exigências numa sociedade que, cada vez mais, corre por resultados e sucesso. Num mercado de trabalho altamente competitivo e desafiador, doenças surgem no ambiente profissional e preocupam as organizações e a sociedade como um todo. Uma das doenças que chamam à atenção, nesse cenário, é a depressão. Considerada uma das enfermidades que tem crescido de forma expressiva nos últimos anos, a depressão tem características próprias e não deve ser confundida com um estado de tristeza.

Nosso irmão no Sacerdócio, Padre Fábio de Melo, deu seu próprio testemunho no Festival Halleluya: “Eu luto todos os dias para deixar que Deus vença, para que Ele complete a Obra em mim”.

Na edição 2019 do Festival Halleluya(Festival de Música Católica), em Fortaleza, diante de um público estimado em mais de 120 mil pessoas de diferentes lugares do Brasil, o Padre Fábio de Melo ficou emocionado ao recordar que muitas pessoas, em nossos tempos, se sentem solitárias e abatidas, mas, embora sem o reconhecerem de modo consciente, esperam, no fundo do coração, receber palavras amigas de encorajamento e solidariedade:

“Você pode salvar o seu amigo da tristeza, dos vícios, da solidão. Se dermos as mãos, expulsamos os demônios que querem derrubar-nos. Nós temos poder pra isso”.

Destacou ainda, a luta diária de milhões de pessoas contra o chamado “mal do século”: a depressão, doença que ele próprio experimenta em primeira pessoa: “Eu luto todos os dias para deixar que Deus vença, para que Ele complete a Obra em mim”.

Mas quando falamos em depressão, os sinais aparentes de desmotivação, desinteresse, tristeza persistente, falta de desejo de cuidar de si e de dar seguimento às suas atividades cotidianas, bem como aquela sensação de ver o mundo “cinza”, sem cor e sem motivos, tornam-se mais prolongados. Nesses casos, a intervenção médica se faz necessária, bem como o apoio psicológico para que a pessoa possa reestruturar seus pensamentos e descobrir sua forma de lidar com a doença e com a vida. Sabemos ainda que a espiritualidade também tem um papel importante na superação de qualquer adoecimento, inclusive na depressão.

Ele enfatizou que não é uma luta fácil, mas, com a adequada ajuda, familiar, espiritual, emocional e médica, é possível: “Tem muita gente boa desistindo. Não podemos deixar isso acontecer: temos que dar as mãos”.

Exortando os milhares de católicos que participaram do maior festival católico de música da América Latina a não se fecharem sozinhos no sofrimento e na crise, o padre os animou mais uma vez a procurarem ajuda e reforçou que a amizade tem o potencial de salvar vidas. Ele reconheceu e elogiou, neste sentido, o belo trabalho de restauração da dignidade humana realizado pela Comunidade Católica Shalom (organizadora do evento), especialmente na recuperação de jovens que precisam de apoio para vencer os vícios.

Finalizo deixando algumas dicas de atitudes importantes que você precisa ter para lutar contra a depressão com a ajuda da fé. Lógico, sem excluir a ciência, a Medicina. A ciência e a fé andam juntas!

  1. Jesus Cristo é o Médico de sua alma. Vá ao Seu encontro na oração, nos Evangelhos, na Confissão e na Eucaristia. “Porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo” (Rm 10,13).
  2. Viva no Espírito Santo. O invoque continuamente. Ponha Deus no centro do seu coração. Quem está controlando a minha vida? Quem está sentado no trono do meu coração? É Jesus ou eu?
  3. Perdoar a todos os que ofenderam e rezar por cada um deles. Há alguém na vida que eu ainda não perdoei?
  4. Renove sua mente com a Palavra de Deus. Memorize versículos bíblicos que lhe dão força espiritual, alegria e paz. Use os Salmos para vencer o medo e dar glória a Deus.
  5. Tenha uma imagem sadia de você mesmo. Aceite-se como filho de Deus, e como Ele te fez. Nada de negativismo, pessimismo, reclamação e críticas.
  6. Busque primeiro o Reino de Deus (Mt 6,33). “Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma e de todo o teu entendimento” (Mt 22,37). O resto virá por acréscimo.
  7. “Em todas as circunstâncias dai graças pois esta é a vontade de Deus” (1Ts 5,18). Louve a Deus em todas as circunstâncias.
  8. Seja agradecido a Deus. Muitas pessoas deprimidas são mal agradecidas aos outros e a Deus.
  9. Aceite sempre a vontade de Deus. “Aceita tudo o que te acontecer” (Eclo 2,4). Diga: se assim Deus quer, eu também quero; pois é bom para mim. “Tudo concorre para o bem dos que amam a Deus”. “Se Deus é por nós quem será contra nós?”. “Tudo posso Naquele que me dá forças”.
  10. “Não temas, crê somente”. Deus está no comando de tudo. Em Nome de Jesus expulse o medo do seu coração.
  11. Lembre-se, todo problema tem solução. Para Deus não existe beco sem saída! Paciência, tudo passa, só Deus basta.
  12. “Viva um dia de cada vez”. A cada dia basta o seu mal. Não se preocupe com o futuro. Ponha-o nas mãos de Deus.
  13. Não deixe de trabalhar e de lutar na depressão! Nunca ficar prostrado em uma cama. Levantar-se, rezar, caminhar, fazer ginástica, ler um bom livro, sair para conversar com um amigo, socorrer um necessitado… não se entregar.

Viva sempre na Paz e no Bem!!!

 

Adaptado conforme https://pt.aleteia.org e www.cleofas.com.br

 

*Frei Paulo Roberto

 

Assuntos desta notícia