Politica Local – 03/09/2019 – Jornal A Gazeta

Politica Local – 03/09/2019

Reunião

O governador Gladson Cameli (PP) se reúne hoje, 3, com o ministro da Casa Civil da Presidência da República, Ônix Lorenzzoni, e o ministro da Economia, Paulo Guedes. O encontro acontece em Manaus. Será uma oportunidade de Gladson cobrar a liberação de recursos para Acre, promessa já feita pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL).

 

Folêgo

Caso libere os R$ 200 milhões prometidos, vai ser um fôlego para o governo do Acre. A ideia é tocar projetos que estão em andamento, bem como aqueles que ainda estão somente no papel, como a ponte ligando Epitaciolândia à Brasileia.

 

Investimentos

Os governadores da Amazônia Legal devem cobrar do governo brasileiro uma postura mais firme com relação à Amazônia, não no sentido de ampliar as áreas de produção, mas sim pedir investimentos que faça com que os governadores gerem empregos em seus estados sem devastar a floresta. Um olhar responsável e diferenciado é necessário para a Amazônia.

 

MDB vai pra cima

O MDB já mostrou que em 2020 vai pra cima. Pretende lançar candidatos a prefeitos nos 22 municípios. A convenção em Sena Madureira deixou claro isso: um MDB mais ofensivo. Não existirão mais as coligações em 2020, então, o partido vai ter que mostrar a cara, senão quiser ficar sem representatividade.

 

Duelo forte

Sena Madureira terá um bom duelo entre MDB e PP. De um lado, o grupo do prefeito Mazinho Serafim (MDB) que deve buscar a reeleição; do outro o deputado Gehlen Diniz, que tem o apoio do governador Gladson Cameli, ambos do PP.

 

Cruzeiro Sul

Pelo discurso do ex-prefeito Vagner Sales, em Sena Madureira, no último sábado, Cruzeiro do Sul terá uma eleição disputada e acirrada. Vencer o atual prefeito Ilderlei Cordeiro, para o Leão do Juruá, será questão de honrar. Cordeiro foi eleito pelo MDB com o apoio da família Sales, saiu para buscar abrigo no PP. Foi uma manga que Vagner Sales ainda não digeriu.

 

Alô, Depasa

Leitor manda e-mail irritado para a Coluna. Diz que não tem água no Tropical. Denuncia que Rio Branco existe um esquema criminoso em que moradores utilizam bombas para sugar a água, deixando vizinhos sem o recurso indispensável.

 

É hora

O fornecimento de água é um problema não só de Rio Branco, mas das grandes cidades brasileiras. Desperdício, furto de água, vazamento, locais sem a cobrança, mas com fornecimento. Era preciso um pente fino no sistema de água de Rio Branco. Usou, pagou. Cria-se cotas para pessoas de baixa renda. Combater o desperdício é urgente. As cidades da Amazônia eram para ser exemplos em saneamento básico.

 

Homem forte

Quem pensava que o odontólogo Alysson Bestene estava derrotado ao sair da Sesacre, se enganou. Tem se mostrado “o homem de confiança” de Gladson Cameli (PP). O governador não pensou duas vezes em nomeá-lo como secretário de Fazenda. Em cargos estratégicos não é necessário conhecer a pasta a fundo, conta mais a confiança. Ninguém coloca para cuidar do cofre alguém em quem não se confia.

 

Bons assessores

Sem contar que Alysson Bestene tem ao seu lado excelentes assessores. Quem se cerca de pessoas boas tanto no profissional quanto nas relações pessoais, de caráter, sendo claro, não tem como não ter sucesso na vida. Perde-se aqui e se ganha duas vezes mais ali. É a lei da vida. Senão fosse assim, não teria sentido a vida.

 

Sem trégua

As Forças de Segurança do Acre têm atuado sem trégua. Já se começa a sentir uma leve sensação de paz em Rio Branco. O crime é dinâmico, se aperta de um lado, ele corre para o outro. No domingo, A GAZETA mostrou um possível aumento nos crimes contra as instituições bancárias.

 

 

 

 

 

 

 

 

Assuntos desta notícia