Política Local – 08/08/2019 – Jornal A Gazeta

Política Local – 08/08/2019

Saindo da trincheira

O assunto já rolava nos bastidores desde segunda-feira, 5, mas ontem, quarta-feira, 7, veio a confirmação oficial. O deputado Jenilson Leite deixou de integrar o PCdoB para integrar as fileiras do PSB. A ideia é fortalecer o nome de Socorro Neri para 2020.

De quebra

De quebra, Jenilson pretende levar consigo o colega, sem partido, Fagner Calegário. Os dois visitaram ontem a Fundhacre, uma espécie de dobradinha. Com isso, se confirmado a ida de Calegário, o PSB passa a ter 3 deputados na Aleac, sendo uma das maiores da Aleac, ao lado do MDB e Progressistas, que tem três deputados, cada.

Magoados

Com a saída de Jenilson, o deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB) ficou sozinho no PCdoB. Na casa comunista, a notícia da saída de Jenilson deixou um descontentamento, isso porque o PCdoB ajudou na formação política de Jenilson Leite. A ida para o PSB marca uma ruptura. Dificilmente o PCdoB vai fazer aliança com o PSB para 2020.

Deve partir

O ex-deputado Moisés Diniz também deve anunciar a desfiliação do PCdoB e sua filiação ao PSB. É o que garante fontes comunistas. Além dele, o prefeito do Bujari, Romualdo demonstraram interesse em deixar a sigla. Este último já fez uma conversa com o deputado José Bestene para filiar-se ao Progressistas.

Tudo indica

Apesar do ex-senador, Jorge Viana, ter feito uma visita na última semana à prefeita Socorro Neri (PSB). Este deve apoiar uma candidatura própria do PT, junto com o PCdoB.

Acabando a festa

O ex-reitor da Ufac, Minoru Kinpara, precisa deixar de pensar menos e decidir logo sua ida para o PSDB. Outras candidaturas podem atravessar seu caminho e inviabilizar sua ida para o PSDB. Kinpara pode acabar com a festa de muita gente.

Destaque

Após conseguir aprovar e vê-lo sancionado o projeto das tornozeleiras, o deputado Roberto Duarte consegue emplacar mais polêmico. Ontem, o governador Gladson Cameli sancionou a lei que proíbe a contratação, para cargos no serviço público, de condenados por violência contra as mulheres.

Críticas

O deputado Jesus Sérgio não poupou críticas à cúpula do PDT quanto à suspensão dele e de mais sete deputados, por terem votado favoráveis à Previdência. Jesus se diz surpreso com a medida de Carlos Luppi e Ciro Gomes e a considerou exagerada.

Única

A deputada federal Perpétua Almeida foi a única deputada federal do Acre a votar contra a reforma nos dois turnos. A matéria segue para o Senado onde será apreciada nos próximos dias. O governo quer evitar mais desgaste e aprovar logo a matéria.

Briga insana

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) resolveu abrir fogo contra a imprensa. Ordenou que balanço de empresas possa ser publicado no Diário Oficial da União, em meio eletrônico. A medida visa enfraquecer as empresas de jornais impressos em todo País. Uma clara busca de cercear a liberdade de imprensa no País.

Não gostou

O ex-governador Binho Marques (PT) não gostou nadinha do sabor dos bolos servidos durante a inauguração do Pronto Socorro de Rio Branco. Disse que a obra foi entregue inacabada e ressaltou que ao sair do governo a obra não tinha problema de execução, muito menos faltava recursos.

Hilário

Hilário foi ver o governador Gladson Cameli (Progressistas) simulando o motivo pelo qual resolveu colocar Pronto Socorro de Rio Branco e não mais Huerb. Disse que todo mundo sabe o que é Pronto Socorro e não Huerb. Nesse ponto ele tem razão: chama logo de Pronto Socorro.

O que importa

Conversas à parte, o que importa é se o novo Pronto Socorro vai minimizar o sofrimento das pessoas. Que o novo gestor trabalhe firme para que os resultados aconteçam. Isso é o que importa. Quem fez ou deixou de fazer é mínimo agora.

Assuntos desta notícia