Política local 13/07/2014 – Jornal A Gazeta

Política local 13/07/2014

“Época triste a nossa, em que é mais difícil quebrar um preconceito do que um átomo”.
(Albert Einstein)

Não decide, mas influencia
No próximo mês começa o horário eleitoral. Não chega a ser decisivo, mas tem uma certa influência no eleitorado. Principalmente se for um programa malfeito. E terá ainda mais reflexos negativos se centrar a sua pauta apenas em atacar os adversários. O telespectador repudia quem usa este horário na televisão apenas para enxovalhar os adversários.

Baixa letalidade
Não é letal a impugnação pelo MPE da candidatura do ex-vice-prefeito de Sena Madureira, Jairo Cassiano (PDT), a sua condenação no Tribunal de Contas do Estado foi por “vício sanável”.

Plano de campanha
Dirigentes da FPA passaram a manhã de ontem reunidos, montando os seus respectivos planos estratégicos de campanha. Essa organização é o grande diferencial da FPA para a oposição.

Sem outros comentários
Segundo informações de bastidores, o PSDC não pode mais reclamar de falta de recursos.

Perde a política séria
A ex-deputada federal Regina Lino (PTB) está liberando os seus apoiadores. Pode haver igual, mas, não conheço ninguém mais ética na política que a Regina. O que dizer? É lamentável!

Ainda mais por isso
E lamentável por todos os aspectos, principalmente, porque é pequeno o número de mulheres qualificadas disputando vagas no Legislativo. A maioria entra só para compor o número legal.

Avançando bem
Quem está avançando bem em quase todas as denominações evangélicas é o deputado Astério Moreira (PEN). O fato de estar colado no governador Tião Viana o ajuda e muito.

Não deixar brechas
O governador Tião Viana trabalha para não deixar nenhuma brecha jurídica na sua campanha. Nas visitas às frentes de trabalho do governo, não se acompanha mais de nenhum deputado.

Lógica da disputa
Pela estrutura financeira, se o PSDC eleger dois deputados, serão os já deputados Edvaldo Sousa e Eber Machado. No contexto, Nílson Areal e Artêmio Costa seriam francos atiradores.

Política é política
Na política, nem sempre a lógica se aplica, Artêmio Costa e Nilson Areal são nomes perigosos.

Grande Zé!
O maior pescador do Igarapé São Sebastião, o Zé Buchinho, depois de curtir um recesso com a desistência do Mâncio Cordeiro, vai agora apoiar a candidatura do amigo Luiz Tchê a federal.

Podem reservar
Podem reservar um mínimo de duas vagas para deputado estadual para a cota das surpresas, são nomes pouco falados e que, geralmente, vêm eleitos do interior nos partidos nanicos.

Observação lúcida
E-mail de ontem: “Luis Carlos, o Jorge Viana, fez uma jogada de mestre, mostrar que o Sérgio Petecão, Flaviano Melo e Gladson Cameli apóiam o PT, em Brasília. E atingiu o seu objetivo”.

Dormindo no ponto
O candidato a deputado federal Raimundo Vaz (PRP) está dormindo no ponto. A candidata a deputada estadual Telma Chaves (PRP) pede votos para o candidato do PSB, César Messias.

Ampliou espaços
A deputada Maria Antonia (PROS) perdeu a prefeitura de Rodrigues Alves, onde deve diminuir a sua votação. Mas, compensou e muito bem, ampliando os seus espaços no Vale do Acre.

Conversa encaminhada
O deputado Chico Viga (PTB) está com a conversa marcada com o deputado Luís Tchê (PDT), candidato a deputado federal. Refuga a ideia de apoiar o comunista Moisés Diniz (PCdoB).

O que se fala
Em conversa com amigos de Cruzeiro do Sul que conhecem a política do Juruá, ouvi que o vereador Romário Tavares (PSDB) tem chance na disputa de uma vaga de deputado estadual.

Tudo resolvido
Nada há que impeça a candidatura da advogada Nazaré Araújo de vice do Tião Viana, se desincompatibilizou em tempo hábil do Gabinete Civil e já entregou a documentação ao TRE/AC.

Serão eles amanhã
É grande o número de ex-prefeitos na lista dos condenados pelo TCE. Muitos dos atuais prefeitos estarão ao fim de seus mandatos, integrando a mesma lista, tais são os abusos.

É disparado
Entre os candidatos ao governo da oposição, o que mais faz campanha é Tião Bocalom (DEM). E tenho ouvido de muita gente da oposição que votará nele, o Marcio Bittar (PSDB), se cuide!

É burrice insistir
É uma tremenda burrice insistir. Candidatos que estão como “ficha suja” têm que evitar ser candidato. Conseguir Liminar não muda nada. Podem até se eleger, mas não assumem.

No máximo pode pedir
A “assessoria jurídica” do candidato a deputado federal Ronivon Santiago (PP) “requer” correção de notícias sobre o candidato. No máximo pode pedir, não saiu nada na coluna.

Nenhuma obrigação
E por isso a coluna não tem obrigação de fazer correção do que não publicou. Certo?

Máxima do Bruzugu
O saudoso “cientista político popular”, Martins Bruzugu, tinha como uma das suas máximas o seguinte: “não trabalho para candidato liso. Vou ter que gastar o que é meu na sua campanha, ele acaba não se elegendo, eu fico com dívidas e ainda desmoralizado. Por isso a minha pergunta é sempre a mesma para quem vou apoiar: quanto tem para a campanha?”. Grande Bruzugu! A política era bem mais divertida com a sua presença. E com os seus causos.

Assuntos desta notícia