Política Local 20/01/2017 – Jornal A Gazeta

Política Local 20/01/2017

“A preocupação com a administração da vida parece distanciar o ser humano da reflexão moral”.

(Zygmunt Bauman)

Não é lugar
A Biblioteca Pública não é lugar de baderna. Ninguém tem o direito de quebrar as regras ali estabelecidas. Quem não se comportar como manda o figurino, tem que ser posto para fora.

O mesmo acontece
Dentro de um avião de qualquer companhia quando um passageiro resolver abusar é posto pra fora pela Polícia Federal. O espaço público não é de uma pessoa, mas de todos.

Pra não perder tudo
O PSD, do ministro Gilberto Kassab, já tem planos para o Acre nas eleições de 2018. Com a possibilidade de perder a vaga do senador Sérgio Petecão, articula para que o presidente do Basa, Marivaldo Melo, seja eleito deputado federal pelo partido.

Pedreira pela frente
Para o senador Sérgio Petecão, a sua reeleição será muito difícil em 2018. Pelas circunstâncias em que se elegeu, mas também pelos demais partidos de oposição que não fecham em torno de seu nome.

Torre de Babel
Sobre a disputa da vaga para o Senado em 2018 a oposição mais parece a torre de Babel. Ninguém fala a mesma língua.

Não subestimem o Gladson
O maior erro que a FPA pode cometer é subestimar o potencial do senador Gladson Cameli (PP) em vencer as eleições para governador em 2018. Como diz o ex-deputado João correia, alguns líderes da oposição podem até rejeitá-lo, mas a população o quer.

Nem o andar de bobo
O deputado major Rocha não tem nada de besta. Enquanto constrói espaços para Márcio Bittar disputar o governo pelo PSDB, abrindo caminho para o Senado, também orienta o coronel Ulysses nas ações políticas contra o governo para elegê-lo deputado estadual.

Mais um jornalista
O apresentador da TV Gazeta, Rogério Venceslau, deverá ser candidato a deputado estadual. Alguns partidos nanicos foram sondados, entre eles o PSDC. Seu colega Edvaldo Souza, que já foi parlamentar, analisa a conjuntura política com as barbas de molho.

Até o porteiro
Em Assis Brasil, a deputada Leila Galvão (PT) tem o apoio de praticamente todos os petistas. Os ex-prefeitos Manoel Batista e Eliane Gadelha, além de vários vereadores e ex-vereadores, estão fechados com ela.

Nazaré no Vale do Acre
A governadora em exercício, Nazaré Araújo, desde ontem está em Epitaciolândia. Visitou obras na cidade. À noite participou de um encontro com o prefeito Tião Flores (PSB), vereadores e populares.

Vai à procissão
A governadora também participa da procissão de São Sebastião em Xapuri. Semana que vem embarca para Cruzeiro do Sul, onde participa de várias atividades.

Pelos frutos
A viagem do governador Tião Viana (PT) aos Estados Unidos, tão criticada por segmentos da oposição, já mostra seus frutos. Parcerias com os Estados do Colorado e universidades americanas pavimentam o futuro de muitos jovens.

“Fronteira da Esperança”
A logomarca da Prefeitura de Brasileia caiu como uma luva para o momento trágico que a cidade viveu nos últimos anos, inclusive com duas grandes alagações que devastaram mais de 90% da cidade. Esperança foi o que a população depositou em Fernanda Hassem.

Não é pessoal
A discussão e decisão sobre o reajuste na passagem de ônibus não depende no plano pessoal do prefeito Marcus Alexandre. É uma decisão técnica que envolveu variados segmentos sociais, como também o Ministério Público, fiscal da lei.

A vez da Eliane
Confirmada à decisão do PMDB em lançar Flaviano Melo para o Senado, a deputada Eliane Sinhasique fará dobradinha com Jessica Sales para a Câmara Federal.

Não tem mais volta
A candidatura do deputado federal Eber Machado em 2018 não tem mais volta. Estruturou bases em todos os municípios do Acre. Tem recebido muitas adesões de liderança evangélicas.

Não resolve
A entrada do Exército nas penitenciárias pode agravar a situação ao invés de resolver. O papel constitucional da instituição é patrulhar a fronteira para evitar a entrada de drogas e armas oriundas dos maiores produtores de cocaína do mundo: Peru e Bolívia.

Lembra 2012
O tão anunciado governo Donald Trump (EUA) lembra muito bem o ano de 2012, quando o mundo ia se acabar, segundo um calendário Maia. É mais fácil o Trump se acabar do que o mundo.

Tem que cobrar
Juiz eleitoral disse na posse de prefeitos e vereadores em município próximo à Capital que os eleitores “precisam acompanhar, fiscalizar e cobrar trabalho dos seus representantes”.

Foco na Aleac
Depois de uma eleição municipal, o foco se volta para o governo, Senado e Assembleia Legislativa. Os deputados estaduais e federais, por exemplo, se preparam para ter a vida vasculhada pelos adversários. Foi sempre assim.

Assuntos desta notícia