Política Local – 28/08/2019 – Jornal A Gazeta

Política Local – 28/08/2019

Queimadas

As atenções ontem, 27, estavam voltadas para Brasília. O presidente Jair Bolsonaro (PSL) se reuniu com governadores da Amazônia Legal. O vice-governador Major Rocha (PSDB) participou pelo Acre (mesmo sendo chamado de “governador de Rondônia” pelo presidente da República). Ele enfatizou que toda ajuda é bem-vinda neste momento.

 Recursos

Rocha reconheceu que o problema é antigo, mas que este ano se intensificou com a falta de recursos necessários para o combate às queimadas e, acima de tudo, o trabalho de prevenção. Bolsonaro ouviu atentamente a fala de Rocha e salientou que tem sido vítima de ataques da mídia e organismos internacionais.

  Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro disse que a internacionalização da Amazônia não deixa de ser uma realidade na cabeça de Emmanuel Macron, presidente da França. Nesse sentido, ele destacou que é necessário unir forças para mostrar ao Mundo que o Brasil se preocupa com a Amazônia. “Essa guerra aqui está acima dos Estados. É do Brasil”.

Enquanto isso…

Enquanto se discute nos suntuosos palácios a questão a Amazônia, milhões de amazônicos vivem em situação de pobreza extrema. É necessário se discutir um plano de desenvolvimento que seja rentável para quem mora aqui, para que todos possam viver bem.

Compensação

Não se pode destruir a floresta, mas também não se pode privar quem vive na região de ter qualidade de vida e a busca por uma estabilidade financeira. É muito fácil viver no Rio, São Paulo, na Europa e dizer: preserve a Amazônia. Precisamos receber uma compensação por preservarmos. E essa compensação ser repassada para quem faz essa preservação, chegar à ponta.

Agronegócio

Quando se fala em Agronegócio já se pensa em destruição. Mas há outras formas de ser menos agressivos ao meio ambiente. Há exemplos e exemplos de grandes fazendas Brasil afora buscando essa sustentabilidade. Não se pode satanizar quem coloca o alimento na mesa.  Talvez, seja hora de garantir aos governadores da Amazônia mais autonomia, mas sem afrouxar um milímetro na questão ambiental e cumprir à risca o Código Florestal.

 Indeciso

O senador Sérgio Petecão (PSD/AC) segue indeciso quanto à indicação do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL/RJ), para a embaixada do Brasil nos Estados Unidos. Petecão não anda lá contente com o governo Bolsonaro. Provável que atenda ao apelo popular e vote contrário a Bolsonaro na indicação do filho.

Batendo na tecla

O vereador Eduardo Farias (PCdoB) voltou a tocar no assunto da construção de eclusas no Rio Acre para o enfrentamento às cheias e as secas, como a que estamos vivendo agora. O projeto já foi apresentado             quando ele era deputado estadual, inclusive, há um estudo na Agência Nacional de Águas (ANA) a respeito do assunto, mas que, com as mudanças de governos, encontra-se parado.

Viável

Seria uma obra que, em um primeiro momento, parece cara, mas, ao final, sairia a custo quase zero do ponto de vista social, ambiental e até econômico com a redução no envio de recursos para retirar pessoas que sofrem com as enchentes todo ano. Sem falar no período de estiagem que dificulta captação de água.

Em Brasília

Um grupo de deputados estaduais está em Brasília. Eles se reuniram ontem, 27, com a presidência do Tribunal Regional Federal da 1ª Região para tratar a respeito do aumento de mais de 18% no valor da energia cobrado no Acre. Para o deputado Roberto Duarte (MDB), é necessário apresentar argumentos não só jurídicos, mas também sociais ao presidente do TRF1.

Objetivo

O objetivo dos parlamentares é garantir os efeitos da decisão proferida pela Justiça Federal do Acre, que declarou irregular e ilegal o aumento nas contas dos consumidores acreanos de mais de 18%. O encontro contou com a presença de parlamentares federais do Acre.

 

 

Assuntos desta notícia