Porteiras escancaradas – Jornal A Gazeta

Porteiras escancaradas

Por mais que se tenha denunciado ao longo dos últimos meses, não se viu até agora nenhuma providência do Governo Federal e as fronteiras do Acre e outros estados continuam abertas, escancaradas, e as drogas e contrabando de armas entrando em quantidades absurdas para municiar as facções criminosas e, por conseguinte, aumentar os índices de criminalidade.

Como se registrou ontem, a Polícia Civil do Estado apreendeu no último final de semana nada menos do que 400 kg. de maconha que vinham do Paraguai, passando por Rondônia e daqui seguiriam para outros destinos e ontem mais um peruano foi preso entrando com cocaína no Estado.

Para ter uma ideia, até alguns anos passados, as diversas polícias apreendiam pouco mais de 100, 200 quilos de entorpecentes durante um ano inteiro e faziam a tradicional queima dessas drogas.

Registre-se o bom trabalho que as forças de segurança do Estado estão fazendo, mas seus dirigentes e agentes sabem que esse esforço não será suficiente enquanto o Governo Federal não deflagrar um plano maior de inteligência e combate nas fronteiras. Como eles mesmos costumam dizer “estamos apenas enxugando gelo”.

Aliás, esta é uma questão que deve ser debatida à exaustão e seriedade pelos candidatos que se estão se apresentando parta governar o Estado. Ignorá-la ou presumir que irão resolver o problema da criminalidade com medidas paliativas seria estar ludibriando a sociedade.

Assuntos desta notícia