Projeto de Duarte que proíbe nomeação de fichas sujas no governo é sancionado por Rocha – Jornal A Gazeta

Projeto de Duarte que proíbe nomeação de fichas sujas no governo é sancionado por Rocha

JOSÉ PINHEIRO

O deputado estadual Roberto Duarte (MDB) destacou a sanção do projeto de lei de sua autoria que proíbe a nomeação de ‘fichas sujas’ no governo. A assinatura de sanção da nova lei aconteceu na Casa Civil, com a presença do governador em exercício Major Rocha (PSDB), do presidente da Aleac, deputado Nicolau Júnior (PP) e parlamentares.
Roberto Duarte que cumpre agenda fora do Estado, disse que se sente feliz “em contribuir com a moralidade e transparência para o nosso Estado do Acre. Fico grato inicialmente a todos os deputados estaduais que aprovaram por unanimidade esse projeto e fico mais grato ainda com o vice-governador Major Rocha por ter sancionado nosso projeto de lei”, disse o parlamentar.
Mesmo seguindo uma linha mais independente, o emedebista deixou transparecer uma aproximação com o governo de Gladson Cameli. “Nosso governo está de parabéns por entender que esse é um desejo da nossa população”.

Na Casa Civil
Enquanto isso na Casa Civil, o governador em exercício Major Rocha (PSDB) acrescentou que o Acre vive um novo tempo em sua gestão. Ele destacou a proposta legislativa que tem como objetivo zelar pelos interesses da população ao permitir a nomeação de pessoas probas.
“Esse é um momento importante. O Estado do Acre é um dos poucos Estados que adotam isso na sua gestão. O governador [Gladson] pediu que nós encaminhássemos para que se torne lei”, disse Rocha, ao mencionar diálogo com Gladson Cameli, que mantém agenda no Peru.
Já o líder do governo na Aleac, deputado Luís Tchê (PDT), ressaltou que o projeto de Duarte é um divisor de águas. Servirá como marco entre o antes e o depois na administração pública do Estado. E acrescenta: “quem vai ganhar com tudo isso é a nossa sociedade, que quer uma política diferente. Uma prática que vai se adotar agora, dos projetos de autoria dos deputados, que a gente faça um ato para valorizar o trabalho da nossa Casa”, pontua Tchê.
O presidente da Assembleia Legislativa, Nicolau Júnior, disse ter a certeza da existência de pessoas habilitadas, dentro do governo, que não tenham a ficha suja e possam ocupar esses espaços.
“Essa administração respeita a sua população. A lei mostra que o governo é transparente, que ele é limpo, e com isso a sociedade ganha um presente, porque a população está sendo respeitada”, ressaltou Nicolau Junior.
Ao ser indagado sobre a nova lei, Major Rocha disse que “ela vale pra tudo”, ao deixar claro que não se restringe apenas aos cargos comissionados, mas também para o primeiro escalão do governo. Ela foi elaborada com base na Lei da Ficha Limpa.

Assuntos desta notícia