Resultado dos pedidos de isenção da taxa do Enem será divulgado na quarta, 17 – Jornal A Gazeta

Resultado dos pedidos de isenção da taxa do Enem será divulgado na quarta, 17

Mais de 3,6 milhões de estudantes solicitaram a isenção da taxa de inscrição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019, segundo balanço divulgado pelo Instituto Nacional de Estados e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

O resultado final que dirá se os pedidos foram aceitos ou não, será divulgado na próxima quarta-feira, 17, através da página do participante, no site do Enem. No mesmo dia será divulgado o resultado das justificativas de quem não pagou o Enem 2018 e que, por algum motivo, faltou a prova.

O prazo para pedir isenção da taxa de R$ 85 terminou na última quarta-feira, 10. Para consultado o resultado, o participante terá de informar o CPF e senha.

Já os estudantes que não tivera a solicitação aceita poderão entra com recurso, entre os dias 22 e 26 de abril, no mesmo site. Este resultado sairá no dia 2 de maio. Para participar do exame, os estudantes, com ou sem isenção da taxa, devem fazer a inscrição no período de 6 a 17 de maio.

Este ano, o Enem será aplicado nos dias 3 e 10 de novembro. No primeiro dia de prova, os participantes responderão a questões de linguagens e ciências humanas e farão a prova de redação.

No segundo dia, os estudantes terão 5 horas para resolver as provas de ciências da natureza e matemática.

Estudantes isentos

Têm direito à isenção da taxa os estudantes que estão cursando a última série do ensino médio em 2019 em escola da rede pública; aqueles que cursaram todo o ensino médio em escola da rede pública ou como bolsista integral na rede privada, com renda, por pessoa, igual ou menor que um salário mínimo e meio, o que, em valores de 2019, equivale a R$ 1.497.

São também isentos os participantes em situação de vulnerabilidade socioeconômica, ou seja, membros de família de baixa renda com Número de Identificação Social (NIS), único e válido, com renda familiar por pessoa de até meio salário mínimo (R$ 499), ou renda familiar mensal de até três salários mínimos (R$ 2.994).

 

Assuntos desta notícia