Sindicato descarta possibilidade de nova greve de caminhoneiros no Acre – Jornal A Gazeta

Sindicato descarta possibilidade de nova greve de caminhoneiros no Acre

FOTO/DIVULGAÇÃO

“Não há nenhum indicativo de paralisação”. A afirmação é do presidente interino do Sindicato dos Caminhoneiros e Máquinas Pesadas, Marcos Vinícius de Almeida, que desmentiu boatos sobre uma nova greve de caminhoneiros.

Na última semana vários áudios circularam nas redes sociais dando conta de que haveria um movimento organizado para parar o país. A notícia dada como fake news gerou grandes filas em postos de combustível em várias.

Porém, neste final de semana novos boatos sobre uma possível paralisação da categoria voltou a circular nas redes sociais. Por isso, a reportagem do A GAZETA procurou o sindicato para esclarecer as informações.

Segundo Almeida, os sindicatos ligados a Federação dos Caminhoneiros, incluindo o Acre, não aprovaram nenhum indicativo de greve. Também não há nenhuma assembleia marcada para debater o assunto.

“Esse é um movimento feito pela União dos Caminhoneiros do Brasil e a região Norte não participa. Somos ligados a Federação dos Caminhoneiros”, explicou.

A nota foi distribuída pela União dos Caminhoneiros do Brasil (UDC) convocava a categoria para uma nova greve para este domingo, 9. Contudo, a convocação não foi reconhecida por outras entidades representativas dos caminhoneiros, como a Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam) e a Federação dos Caminhoneiros.

As novas reclamações surgiram, segundo as entidades, por que o governo não cumpriu o acordo estabelecido em relação ao preço do diesel. De acordo com o levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP), entre a primeira semana de greve, em maio, e a semana passada, a redução foi de R$ 0,41 por litro. Sendo que o governo anunciara queda de R$ 0,46 por litro.

Assuntos desta notícia