Tião sugere plano de investimento em desenvolvimento sustentável para Bolívia – Jornal A Gazeta

Tião sugere plano de investimento em desenvolvimento sustentável para Bolívia

O embaixador do Brasil na Bolívia, Marcel Beato e o primeiro-ministro Murilo Vieira Komniski vieram ao Acre para participar de uma reunião com o governador Tião Viana. Os representantes da embaixada brasileira na Bolívia foram recep-cionados pelo secretário de Segurança Pública, Reni Graebner.
Tiao11112011
Durante o encontro Tião Viana ressaltou que o Governo Federal tem feito investimentos para evitar o avanço do tráfico e de outros crimes na região de fronteira e que para isso, tem contado com grande ajuda do Exército Brasileiro.

Contudo, o governador do Acre revelou a Marcel Beato e Murilo Komniski que tem grande preocupação com os irmãos bolivianos por reconhecer que a Bolívia é um país que precisa investir em produção para melhorar sua distribuição de riqueza entre a população e deixar de ser refém do narcotráfico.

Tião Viana sugeriu aos representantes da embaixada brasileira que atuam na Bolívia que, como porta-vozes do governo brasileiro, apresentem um plano de abertura de crédito para estimular o desenvolvimento sustentável para que assim a Bolívia possa crescer na área de exportação.

“A Bolívia tem grande potencial para a exportação de borracha, castanha, bacia leiteira, madeira e produção agrícola. Mas, isso só será possível se houver investimentos por parte do governo boliviano”, pontuou Tião.

O governador garantiu que, se a Bolívia investir nessas áreas, respeitando o desenvolvimento sustentável, o Acre estaria disposto a se tornar parceiro de governos como Pando e outras cidades próximas a nossa fronteira.

“Nós precisamos ajudar nossos irmãos da Bolívia para que eles saiam dessa dependência financeira do narcotráfico. Porque esse narcotráfico é extremamente prejudicial para os dois países”, observou Tião.
Tião disponibilizou uma síntese do plano de ações do governo na área de produção familiar para que Marcel Beato leve a Bolívia e apresente como modelo para os investimos no desenvolvimento sustentável.

O embaixador mostrou-se bastante satisfeito e surpreso ao ver os avanços que o Acre alcançou na área de produção e destacou que um modelo como o executado no Estado pode ser perfeitamente adaptado à realidade boliviana se o governo do país andino se propor a investir.

Tião afirmou ainda que o Acre se dispõe ser sede de um seminário para que o Brasil possa estreitar as relações com a Bolívia.

A proposta foi bem aceita pelos representantes da embaixada brasileira e afirmaram que o Acre é um local estratégico para a realização de um seminário com essa finalidade e, portanto, essa possibilidade deverá ser avaliada e discutida com o governo da Bolívia. (Agência Acre)

Assuntos desta notícia