Visões de uma decisão do futuro – Jornal A Gazeta

Visões de uma decisão do futuro

Não é a primeira vez  que ouço um amigo lamentar o fato de que os pais não permitiram que ele fizesse o curso que queria. E, obviamente, a desculpa é a mesma de sempre: é melhor fazer algo que dê dinheiro.

É sempre difícil nossos pais nos deixarem tomar nossas próprias decisões. Eles querem o melhor para os filhos, mas, às vezes, se esquecem de ouvir o que queremos para nós mesmos. Fazer um curso convencional e considerado mais “seguro” não é garantia de que seremos felizes, independentes e bem-sucedidos. Na verdade, pode levar a um destino completamente diferente do que eles esperavam: você provavelmente será um daqueles profissionais rancorosos que descontam as frustrações nas pessoas ao redor. Tudo porque cortaram suas asas antes mesmo de tentar voar.

Nesse quesito eu tive muita sorte. Imagina contar aos seus pais que você quer fazer Jornalismo na cidade mais populosa do país? Eles quase caíram duros no chão. “Minha filha, mas não era Arquitetura? Porque não faz Direito?”. Não, obrigada. Foi a primeira vez na vida que não tive dúvida quanto ao curso que eu queria fazer. E, ainda bem, eles não tiraram essa liberdade de mim.

Me lembro de que no começo eles foram bem receosos e tiveram suas dúvidas, não só eles como o resto da família. “Quer ser jornaleira, Isabela?”. Mas hoje é diferente. Hoje vejo que eles acreditam em mim e se orgulham da minha decisão. Mesmo no começo, quando não tinham tanta certeza, eles nunca deixaram de me apoiar. E não foi fácil deixar a única filha mulher se mudar para longe para perseguir sonhos improváveis.

Essa fase em que estamos saindo do Ensino Médio e prestes a entrar na temida Universidade é tão estressante e difícil, uma confusão de opções e escolhas cujas consequências irão perdurar o resto das nossas vidas. Mas, você está decidido do que quer fazer. Conhece os riscos que irá correr e todas as dificuldades que encontrará no caminho, e, mesmo assim, acredita em si mesmo. Tudo o que precisa agora é do apoio dos seus pais. É importante que alguém além de você acredite no seu potencial, especialmente as pessoas que mais te amam no mundo, pois há momentos na vida em que duvidaremos de nós mesmos.

Contudo, a resposta que você recebe é um belo não. Porque no futuro você pode se arrepender de ter escolhido o sonho ao dinheiro, pois somos tão jovens e ingênuos. O dinheiro é colocado acima da sua felicidade e você é desacreditado pelos próprios pais, como se não fosse capaz ou bom o bastante para realizar grandes feitos, de ser bom profissional independentemente da profissão que deseja seguir.

É isso mesmo que os pais prezam tanto aos filhos?

*Isabela Gadelha é acadêmica de Jornalismo.

Assuntos desta notícia