Gazetinhas 08/01/2017

Postado em 07/01/2017 18:05:33 MAÍRA MARTINELLO

*E lá vamos nós para a segunda semana de 2017…

*Um ano que já começou difícil, com a explosão de uma crise gravíssima na Segurança Pública do país.

*Mas, como disse o Chico Pinheiro, inovando no tradicional “boa noite” do Jornal Nacional:

* “Graças a Deus que hoje é sexta-feira!”.

*Ops, domingo!

* “Vida que segue!”.

*É isso aí.

*Se bem que, considerando as estatísticas locais, são justamente nos finais de semana que a bandidagem toma conta da festa.

*A propósito, na madrugada deste sábado, mais uma ocorrência policial deixou as autoridades em alerta máximo:

*O prédio da Defensoria Pública, no bairro Bosque, foi alvo de quatro disparos, que atingiram as vidraças da frente do edifício.

*Uma testemunha relatou que um homem teria sido amarrado com uma dinamite na cintura (!) e deixado na frente do prédio, com uma carta contendo ameaças de explosões a prédios públicos.

*Valei-me!

*Até o fechamento da coluneta, a informação não havia sido confirmada pela polícia.

*Mas, se for verdade…

*São discípulos do Estado Islâmico atuando por aqui?

*Primeiro, a decapitação de membros de facções rivais, com direito a filmagens sórdidas espalhadas pela internet…

*Agora, um “homem bomba” ameaçando prédios públicos?

*Socorro!

*Ainda sobre as filmagens sórdidas…

*Lamentável o vídeo que circulava, nos grupos de WhatsApp, com acusações contra o presidente da Aleac, Ney Amorim.

*Provavelmente arquitetada por um desafeto político do deputado, é o tipo de estratégia covarde que precisa ser punida com rigor.

*Que a tecnologia seja ágil também para investigar os culpados e não só para disseminar o mal.

*Eita, que as eleições de 2018 prometem!

*Dos problemas para as soluções…

*Nas páginas 4 e 5 desta edição, vale conferir a reportagem sobre o projeto piloto das escolas de tempo integral do Acre.

*A princípio, sete unidades funcionarão, este ano, no novo sistema de ensino, entre elas a Escola Armando Nogueira e a Ejorb.

*O investimento é de R$ 28 milhões, sendo R$ 21 milhões investidos pelo próprio Governo do Estado e R$ 7 milhões pelo Governo Federal.

*O estudante permanecerá na escola das 7h30 às 17h30, com direito a todas as refeições e ao acesso a diversos tipos de laboratórios e experiências, além das aulas tradicionais.

*Uma proposta que precisará superar uma série de desafios e limitações culturais para ser explorada e compreendida na sua essência.

*Mas, sem dúvidas, um dos caminhos mais inteligentes para as grandes mudanças sociais que o Acre e o Brasil tanto precisam.

*Vamos em frente.

editorial

Melhor assim

 

Apesar da crise econômica, política e institucional, os brasileiros, cada um a seu modo, cessam suas atividades nos próximos dias por conta do Carnaval e não há nada de errado nisso, desde que prevaleça o bom senso para evitar qualquer tipo de exagero, sobretudo, a violência. No caso aqui do Acre, ...

Leia mais...

clima

Rio Branco - AC
agazetanofacebook