Resiliência

Postado em 26/11/2016 00:05:02 Marcela Jansen

Entre as muitas verdades que a vida nos ensina ao longo da nossa caminhada, a principal delas é que em determinados momentos vamos tropeçar e até mesmo cair, porém, o que irá diferenciar um ser humano de outro não é o fato de se evitar cair, até porque, creio eu, isso é impossível. O diferencial está na velocidade com a qual levantamos e superamos as adversidades da vida. Como diz Marco Fabossi, “todos caem, mas só os resilientes se levantam”.

Não há dúvida que a Resiliência é um dos principais fatores do sucesso, pois, ela afeta nosso modo de lidar com os problemas e as novas situações. O termo veio da física para designar a capacidade que alguns materiais têm de absorver impactos e retornar à forma original. Quando se trata do comportamento humano, a palavra significa a habilidade de lidar e superar as adversidades, transformando experiências negativas em aprendizado e oportunidade de mudança. Ou seja, “dar a volta por cima”.

Paulo Yazig Sabbag, professor de gestão de projetos e gestão do conhecimento da Faculdade Getúlio Vargas-FGV, diz que “ser resiliente é ter a capacidade de enfrentar crises, traumas, perdas, graves adversidades, transformações, rupturas e desafios, elaborando as situações e recuperando-se diante delas”,
A grande e boa notícia é que resiliência pode ser aprendida! Fabossi diz que quando estamos no meio de uma adversidade devemos colocar nosso foco naquilo que podemos agir para influenciar, controlar ou modificar, ainda que seja pouco. Dito isto, nada de ficar parado.

Portanto, temos que assumir a responsabilidade de nossa parte na solução do problema, ainda que não tenha sido o causador. Pense no que você pode fazer para ajudar. Resolva ou ajude a resolver o problema o mais rápido possível. Não deixe que ele se estenda por muito tempo. Por último, acredito ser o mais importante, não faça do problema algo maior do que ele é, e nem permita que ele invada áreas da sua vida que não estão relacionadas a ele.

Talvez a teoria seja bem mais fácil que a prática, mas o fato é que não podemos nos deixar oprimir em nossas próprias emoções e nem permitir que elas nos paralisem. Não somos imunes ao sofrimento ou qualquer tipo de problema, infelizmente, mas também não precisamos tornar da situação uma experiência ruim. Portanto, sejamos resilientes.

As pessoas resilientes sabem que ninguém é imune ao sofrimento, à adversidade. Compreendem que quando aparecem aqueles instantes de escuridão e desesperança, temos duas opções: deixar-nos vencer ou nos sobrepormos, lutar com todas as estratégias que sejam possíveis, afinal de contas, “a vida é maravilhosa se não tivermos medo”

editorial

Salvando vidas

 

Que o sistema público de saúde no Acre tem ainda suas deficiências não se pode negar. Porém, não se pode negar também que o Estado tem alcançado índices de excelência em alguns procedimentos importantes, que tem salvado muitas vidas, como os de transplantes de órgãos. Como se divulgou ontem, o Acre ...

Leia mais...

clima

Rio Branco - AC
agazetanofacebook