Sipam reativa telefones por satélite em 13 pontos isolados do Acre

 Uma missão iniciada na última terça-feira, 1 pelo Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam) irá reparar e instalar comunicação via satélite em localidades acreanas que têm dificuldade de acesso a telefone e internet. As antenas VSAT (sigla para Very Small Aperture Terminal) são cedidas pelo Sipam a pedido de órgãos públicos e, ligadas a um computador e um aparelho telefônico, permitem a comunicação por voz e dados de forma gratuita e ininterrupta.

Cada antena possui um número que permite a ligação direta a outras antenas ou ao Centro Regional do Sipam em Porto Velho, responsável por encaminhar as ligações a qualquer outro telefone fixo do país. A falta de energia também não é problema, pois o equipamento pode ser alimentado por placa solar acoplada. “As vinte antenas instaladas no Acre passaram neste segundo semestre de 2009 para a responsabilidade do Sipam de Porto Velho, que poderá atuar mais facilmente nos reparos necessários devido à proximidade com o estado”, explica Vitorinha Ouro, chefe da Divisão de Manutenção do Sipam local.

Nesse primeiro momento, serão reativadas 11 VSATS instaladas nos municípios de Senador Guiomard, Xapuri, Placido de Castro,  Brasileia, Epitaciolandia, Assis Brasil e Caxarari. Os aparelhos serão utilizados pelas Prefeituras, Universidade Federal, Exército, Polícia Federal e Funai em suas sedes mais longínquas. Já as Prefeituras de Porto Valter e Rodrigues Alves receberão o equipamento pela primeira vez. São duas equipes responsáveis pelo serviço, que iniciam os trabalhos em Porto Valter e Caxarari.

O fornecimento de aparatos de comunicação para a Amazônia é um dos trabalhos sob responsabilidade do Sipam, órgão federal ligado à Casa Civil da Presidência da República. (Ascom Sipam)

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation