Adolescente mata padrasto com um tiro de rifle na cabeça e tenta matar irmã de 13 anos

matou

O agricultor  Raimundo Antonio do Nascimento, 39 anos, mais conhecido pelo apelido de “Nena”, foi assassinado na tarde da última segunda-feira, 28, com um tiro de rifle calibre 22, disparado por um adolescente de 15 anos de idade que era enteado da vítima, que ainda tentou matar a testemunha ocular do crime, sua própria irmã de apenas 13 anos de idade, que foi baleada no braço.

O crime aconteceu na Vila Caquetá, localizada no km 72 da BR 317, estrada de Boca do Acre.

A vítima estava dormindo na sala da residência quando foi assassinada pelo enteado que alegou ter ouvido vozes que o mandavam matar o padrasto.

O adolescente contou a polícia que não gostava do padrasto que o criou desde os seis meses de vida, porque era constantemente ameaçado de espancamento.

“Tudo que eu fazia ele não gostava e me criticava. De vez em quando, ele ameaçava me bater. Hoje quando ele chegou do trabalho e foi dormir na sala eu comecei a ouvir uma voz que me mandou matá-lo” disse o adolescente.

Na hora do crime estavam em casa a vítima fatal, uma filha adolescente de 13 anos e o enteado. A mulher de Raimundo Antonio teria saído de casa no período da manhã para levar o filho caçula ao Pronto Socorro de Rio Branco, a criança estaria doente.

Segundo informações da única testemunha ocular do crime, irmã do acusado, o pai chegou do trabalho almoçou e deitou no chão da sala onde adormeceu e ela ficou no quarto quando ouviu o disparo da arma, ao sair na sala viu o irmão com a arma encostada na cabeça do pai, ela gritou e o adolescente teria apontado a arma em direção a ela e disparado um tiro.

A menina contou que correu, mas foi atingida no braço e caiu na escada, o irmão tentou atirar novamente, mas ela conseguiu correr e entrar na casa de uma vizinha.

Após o crime, o adolescente foi para a casa de parentes no mesmo quintal onde morava com a família e entregou a arma para um tio.

Policiais do Batalhão de Operações Especiais – BOPE foram acionados e apreenderam o menor que foi conduzido a Delegacia de Proteção a Criança e o Adolescente em Rio Branco.

A menina baleada no braço recebeu os primeiros socorros na Vila Caquetá e foi encaminhada ao Pronto Socorro de Rio Branco por policiais militares.

padrasto

Assuntos desta notícia


Join the Conversation