Polícia prende segundo acusado de matar caminhoneiro

Investigadores do Grupo Antiassalto da Polícia Civil (Gapc) prenderam na manhã de ontem, Antonio Carlos Ferreira Saraiva, 18 anos, apontado pela polícia como o segundo homem a participar do assalto e morte do caminhoneiro Eustaquio Ribeiro Avelar, 49 anos, morto no dia 18 do mês passado em um assalto a um posto de combustível na BR-364.

Segundo informações da polícia, Antonio Carlos foi preso na Rua Sanacre, Bairro Mauri Sérgio, e teria confessado a participação no assalto, mas alegou que o tiro que matou o caminhoneiro foi acidental.

“Eu e o João tínhamos passado a noite usando droga. De madrugada acabou a droga e o dinheiro, quando resolvemos assaltar o posto. O tiro foi um descuido, foi acidental. Ninguém tinha a intenção de matar”, alegou o acusado.

Para a polícia, o inquérito que apura o latrocínio (assalto seguido de morte) se encerrou com a prisão do último envolvido. Agora, o processo será enviado para a Justiça.

O primeiro a ser preso foi João Alves da Silva, 20 anos, preso no dia 23 passado, que também alegou que o tiro foi acidental.

Assuntos desta notícia

Join the Conversation