Vereador pede para ser ouvido no processo que apura mortedo irmão

jura
O vereador Juracy Nogueira (PP) pediu a juíza da 2ª Vara Criminal da Comarca de Rio Branco, Denise Castelo Bonfim, para ser ouvido como informante no processo que apura a morte do irmão, o policial militar Jussivan Teles Nogueira, 33, assassinado com dois tiros no dia 1º de setembro deste ano, dentro da própria casa, no Mauri Sérgio.

A iniciativa do parlamentar, segundo ele, foi motivada por várias visitas que recebeu de moradores do bairro onde vivia o irmão. “Muitas pessoas me procuraram trazendo informações a respeito do caso. Elas não querem aparecer temendo represália. Decidi então levar tudo que sei até a Justiça. Se não posso ir como testemunha, porque sou irmão da vítima, vou como informante do juízo”, declarou.

O pedido foi aceito pela juíza e o interrogatório marcado para a manhã do próximo dia 18, uma sexta-feira. Na oportunidade também será ouvido o menor que assumiu ter efetuado os disparados que mataram o PM. O depoi-mento dele foi solicitado pelo advogado Armisson Lee, que atua na defesa de Emerson Ferreira Lima, acusado de participar na execução do policial.

“O menor já confessou o crime e, inclusive, já foi julgado por isso. Seu depoimento é muito importante para demonstrar que o meu cliente está inocente neste caso”, alegou. Além de Emerson, também está preso como acusado pelo crime, Jonhy Rafael Peixe das Chagas, que está sendo assistido pela Defensoria Pública. Tanto ele como Emerson já foram ouvidos em juízo.

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation