Diocese de Rio Branco adere campanha de ajuda às vítimas do Haiti

A Igreja Católica do Acre aderiu à campanha de ajuda as vítimas do Haiti, lançada pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) na semana passada, quando milhares de pessoas foram vítimas do terremoto que atingiu o país caribenho. Doações podem ser deixadas na sede da Diocese de Rio Branco, no Centro da Capital.

Com esta campanha, a CNBB pretende fazer um apelo a todas as comunidades, paróquias, dioceses e a sociedade em geral para que organizem coletas em favor do povo haitiano, sugerindo que o dia 24 de janeiro, domingo, seja dedicado a orações pelas vítimas, reflexões e coletas em dinheiro.

Em Rio Branco, uma missão em homenagem as vítimas do terremoto, entre elas a fundadora da Pastoral da Criança, Drª Zilda Arns, foi realizada na noite de ontem na Catedral Nossa Senhora de Nazaré, oportunidade em que se completava uma semana da tragédia que abalou o mundo. 

Um dos presentes era o padre haitiano Fricot Milien, em missão no Acre, há sete anos. Ele é o pároco responsável pela Igreja Imaculada Conceição, localizada no Segundo Distrito de Rio Branco, e acompanha apreensivo as notícias envolvendo o terremoto. Segundo ele, várias congregações religiosas, foram destruídas e ainda é impossível precisar o número de padres mortos. “Nós temos informações de muitas pessoas desaparecidas, mas ainda não sabemos quantas”, disse.

De acordo com Fricot, a celebração especial ocorrida ontem, foi a forma que a Diocese de Rio Branco encontrou de se solidarizar com os padres com ele e outros padres haitianos que estão no Brasil.

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation