Pular para o conteúdo

Mesmo com chuvas, equipe do Governo continua atendimento na ZAP BR

Zapsss
Durante a primeira quinzena de janeiro uma equipe de técnicos do Instituto de Terras do Acre – Iteracre e da Seaprof percorreu as comunidades dos rios Envira e Jurupari para dar continuidade ao trabalho de mitigação das obras da BR 364 através do projeto de desenvolvimento sustentável da região conhecida como ZAP-BR.

Esta Zona de Atendimento Prioritário foi criada com a importante missão de levar assistência à produção e melhoria de qualidade de vida para uma das regiões de mais difícil acesso do Acre. A construção da BR é a realização de um sonho de mais de 40 anos para as famílias que vivem entre os municípios de Manoel Urbano e Feijó.

O esforço conjunto de vários órgãos de governo, como da Secretaria de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar – Seaprof e da Secretaria de Estado de Saúde- Sesacre, por exemplo, já levou para a região atendimento de saúde e de cidadania, beneficiando 1.200 moradores da ZAP-BR.

“Esta viagem serviu para monitoramento dos roçados sustentáveis que receberam a mucuna (leguminosa usada para substituir o fogo) e troca de informações com produtores a respeito do manejo dela. Além disso, foram entregues mais 10 kits de FDL, concluindo a demanda de 20 kits para a comunidade Nova União”, explica o Coordenador da ZAP-BR, Fernando Lima.

Entre os dias 8 e 16 deste mês foram distribuídas 4 mil mudas de espécies florestais nativas. Açai de touceira, caju, ingá, copaíba, mogno e cedro ajudam na recomposição das áreas alteradas e ainda contribuem com a segurança alimentar das famílias da região. Houve ainda palestra de um técnico de assistência técnica rural da Seaprof sobre crédito rural, técnicas de construção e monitoramento de açudes. Este último assunto, aliás, é de grande interesse dos produtores da ZAP BR e mais um sonho que começa a ser realizado com a construção de 12 açudes.

“O objetivo também era verificar a logística de acesso à ZAP BR pelos rios, tendo em vista que nessa época do ano é o único jeito de chegar á comunidade, e era um compromisso do governo permanecer na ZAP BR mesmo durante o inverno. Compromisso que está sendo cumprido conforme o planejamento”, reforça Fernando Lima.

Mais uma viagem está sendo organizada para o início de fevereiro. Desta vez será entregue o restante dos kits de roçados sustentáveis compostos por lima chata, enxada, terçado, plantadeira manual, lona de PVC, sacaria, roçadeira a gasolina, sementes de milho e feijão que serão plantados no mês de maio, após o corte da mucuna. (Agência Acre)