Pular para o conteúdo

Polícias Civil e Militar promovem operação “Arrastão” no Caquetá

arrastao

Um levantamento realizado pelos serviços de inteligência das polícias Civil e Militar apontava que a criminalidade estaria aumentando consideravelmente na região do Projeto Caquetá, na BR-317, altura do km 72. A informação era de que nos arredores, pessoas com problemas na Justiça estariam se refugiando.

Por isso, uma operação conjunta das policias, do Departamento Estadual de Trânsito do Furepol se deslocou até a região, no último sábado, 23.
A operação teve início por volta das 18h e foi encerrada na madrugada de domingo, 24, com duas pessoas presas e dez motocicletas apreendidas.
Os militares, comandados pelo major Almir, atuaram em dois pontos do Projeto. A Vila Caquetá no km 72, e em ramais no km 79.

Agentes da Polícia Civil estavam sob o comando de dois delegados que levaram toda estrutura de atendimento itinerante para o local.

Na região, foram detectadas várias situações irregulares, como veículos que circulam sem documentação, motociclistas não habilitados e sem uso de equipamento obrigatório como capacete e a presença de crianças e adolescentes nos bares fora do horário permitido.

Pedro Batista Francisco, 44 anos, pilotava uma moto sem documentação, sem capacete e sem habilitação e ainda transportava uma mulher e uma criança na moto.

Augustinho de Paula, 38 anos, foi flagrado trafegando de moto embriagado. O teste do bafômetro registrou 0,70mg/l, e ele também não é habilitado e não possui documento da moto.

arrastao_2 arrastao_3

arrastao_4