Pular para o conteúdo

Gazetinhas 11/02/2010

* Os tamborins estão aquecidos.

* É Carnaval, gente boa!

* Amanhã pipoca festa por tudo quanto é lado.

* Você vai, leitor? Eu vou!

* Vou no Bloco Linguarudos. Vem comigo também! Eu sei que você gosta de meter a língua numa porção de pessoas e situações da nossa cidade.

* Não se faça de rogado!

* Vá na Pejon e compre o seu abadá do Linguarudos por apenas R$ 12,00.

* Vamos cair na folia no próximo domingo, na Gameleira, às 4h da tarde.

* Com tanta dengue, com tanta chuva, com a gasolina mais cara, só mesmo caindo na folia pra esquecer!

* E-mail chega com uma boa notícia para quem precisa fazer fisioterapia.

* A Clínica Escola de Fisioterapia Uninorte inicia atendimento gratuito à comunidade no dia 22 de fevereiro.

* Para ser atendido é necessário agendar pelo telefone 3302-7064 das 13h30 às 17h30 de segunda a sexta.

* Isso sim é extensão acadêmica.

* Uma linguaruda mandou uma carta contando coisas do arco da velha sobre o que acontece nos Correios aqui no Acre.

* Não dá para transcrever porque é o maior “bafão”.

* A carta já foi encaminhada para a Procuradoria Geral da União com uma cópia para a administração local.

* Só não vale retaliações.

* Pessoal que vai ao posto de saúde Barral y Barral para tomar vacina não consegue.

* O posto agora só cuida de pessoas com dengue.

* Só não entendo porque um serviço inviabiliza o outro. Só precisamos de uma aplicadora de vacinas. A sala está lá, as vacinas estão lá, o que houve???

* Coisa inédita!

* Está sobrando mais de 1.600 vagas no ensino infantil e fundamental nas escolas da prefeitura.

* Isso pode significar duas coisas: temos vagas demais para crianças de menos ou os pais não estão se esforçando para colocar os filhos na escola.

* Não pode. Toda criança, a partir dos 4 anos, deve ir para a escola.

* E a PEC 300? Que equipara o salário dos PMs ao salário da Polícia Distrital? Será que sai???

* Linguaruda liga para dizer que a dengue chegou ao Acre depois que as queimadas foram proibidas.

* Segundo ela, a fumaça das queimadas eram mais eficientes no combate ao mosquito da dengue do que o fumacê do Ministério da Saúde.

* Ô língua!

 * Eliane Sinhasique – substituta.