Juventus planeja retomar R$ 52 mil confiscados pela Justiça, no Arena

A diretoria e a comissão técnica do AC Juventus tem reunião marcada para esta sexta-feira pela manhã, na sede do clube. O objetivo é definir o planejamento do restante da temporada e dar uma resposta para a sociedade e, principalmente, o torcedor do “Clube do Povo”, após a goleada histórica, por 7 a 0, sofrida diante do Atlético Mineiro.
Juventus-26-02
A continuidade do diretor de futebol Illimane Soares na direção da comissão técnica, bem como dispensa de jogadores, também estará na pauta da reunião. “Estamos colocando em pauta a própria credibilidade e a tradição do Juventus, para isso precisamos dar uma resposta”, afirmou César Felício, diretor de patrimônio do clube.

Integrantes da diretoria demonstraram certa “inquietação” com a insegurança demonstrada dentro de campo. César não confirmou nenhuma dispensa, porém também não descartou que possa haver mudança no elenco para a disputa do Estadual.

Justiça – Antes mesmo do intervalo do jogo, um grupo de oficiais de Justiça foram acompanhados até a bilheteria do estádio Arena da Floresta. O motivo era a retenção do valor de R$ 36.768, referente a um processo contra o clube. Agora, o setor jurídico do Juventus tenta reaver esse valor, bem como outros R$ 16 mil também retido durante o período carnavalesco.

“Todo o dinheiro retido pela Justiça está numa conta bancária e agora estamos trabalhando para provar que temos o direito a esse valor que, futuramente, servirá para fortalecer o departamento de futebol do clube para o restante da temporada”, afirmou César.

Ônus – Apesar de ter retido aproximadamente R$ 36 mil e ter ficado com apenas 40% da renda, a direção do clube confirmou que ainda teve um saldo positivo. “Ainda não sabemos exatamente o valor, pois a Federação (de Futebol do Acre) ainda está finalizando as despesas para fechar o borderô”, explicou o diretor.

Outro ponto positivo é que a Confederação Brasileira de Futebol confirmou repasse para o clube no valor de R$ 90 mil, referente a participação na primeira fase da Copa do Brasil. “Além deste valor, ainda ficamos sabendo que, possivelmente, teremos direito a uma quota de transmissão (teve transmissão ao vivo para Belo Horizonte, pela Rede Globo/Minas), algo em torno de R$ 16 mil”, exalta.

 

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation