Conferência Municipal das Cidades será realizada em Rio Branco na quarta

Delegados foram eleitos durante pré-conferências. Encontro estadual está marcado para março

conferencia

Após vários encontros em todas as regionais da capital, a Conferência Municipal das Cidades será realizada na próxima quarta-feira, dia 24, no Colégio de Aplicação, em Rio Branco. O encontro é organizado pela União Municipal das Associações de Moradores de Rio Branco, inicia a partir das 17 horas.

“Nós realizamos as pré-conferências nas sete regionais da capital, e os principais temas debatidos foram em relação a habitação, saneamento, plano diretor. É importante ressaltar que durante as pré-conferências foram tirados delegados que terão o direito a voto durante a Conferência municipal. Mas isso não impede a participação das pessoas, já que o encontro é aberto. Todos terão direito a voz”, ressalta o presidente da Umarb, Gilson Albuquerque.

A 4ª Conferência Municipal das Cidades vai selecionar os delegados de Rio Branco para o encontro estadual, que acontece dia 19 de março, na capital. O Governo do Estado trabalha na mobilização das conferências municipais desde outubro do ano passado. Essa edição terá o lema “Cidade para todos e todas com gestão democrática,  participativa e controle social” e o tema “Avanços, dificuldades e desafios na implementação da política de desenvolvimento urbano”.  O resultado das conferências será a elaboração  de um documento com os anseios e expectativas da sociedade acreana, acerca das cidades desejadas, que será encaminhada para prefeitos, governador e Ministério das Cidades.

A conferência, segundo seus organizadores, é um momento importante em que toda sociedade pode debater sobre a cidade que quer construir para o presente e o futuro, com dignidade humana e a garantia de cidades mais justas. A 4ª Conferência Estadual das Cidades é um espaço aberto à sociedade para discussão, debate e elaboração de propostas para o enfrentamento das questões que envolvem todas as cidades brasileiras quanto ao desenvolvimento urbano com inclusão e justiça social. Além dos propósitos gerais, o evento irá identificar os avanços e resultados das Conferências anteriores e quais as questões centrais em torno dos problemas e dificuldades na implementação da PNDU, da integração das políticas setoriais e sua relação com a participação democrática, das questões relativas aos conflitos fundiários urbanos, do Sistema Nacional de Desenvolvimento Urbano e notadamente da criação e consolidação dos Conselhos Estaduais e Municipais das Cidades. (Agência de Notícias do Acre)

 

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation