Pular para o conteúdo

MEC diz que quase 100% das vagas oferecidas pelo Sisu foram preenchidas

mec_2

A secretária de Educação Superior do MEC (Ministério da Educação), Maria Paula Dallari Bucci, minimizou nesta sexta-feira os problemas ocorridos na inscrição do Sisu (Sistema de Seleção Unificada) e afirmou que quase 100% das vagas foram preenchidas. Segundo a secretária, os problemas de acesso no sistema ocorreram apenas no primeiro dia de inscrições, mas depois foram solucionados.

“A avaliação do Sisu é muito positiva. Os problemas de acesso aconteceram no primeiro dia, depois o sistema foi de sucesso. A gente tem a informação de que todos os alunos que quiseram se inscrever, puderam. Nos últimos dias, as inscrições diminuíram, o que mostra que não houve problema”, afirmou.

A secretária disse que o Sisu “veio para ficar”, especialmente com a demanda de reitores de instituições de ensino superior interessados em ingressar no programa. “Fomos procurados por reitores que não participaram. Os alunos entenderam e gostaram do sistema, dá transparência no ingresso à universidade. O meu sentimento é que é um sistema que deu muito certo.”

Das 47,9 mil vagas disponíveis no Sisu, a secretária disse que 47.680 foram selecionadas. As vagas pendentes, segundo a secretária, foram referentes a ações afirmativas das universidades (cotas) e estarão disponíveis na etapa futura de seleção.

Segundo a secretária, o fluxo de inscrições ocorreu entre o segundo e o quarto dia de inscrições, o que mostra que eventuais problemas causados pelo travamento do sistema foram superados. “No primeiro dia, houve gargalo e um número baixo de inscrições. No segundo dia, ocorreram 19% das inscrições. No terceiro dia, foram 22%, e outras 21% no quarto. No último dia, foram mais 15% das inscrições. Houve de fato número de inscrições pequeno, mas no segundo já tínhamos faixa de 20%”, afirmou.

Maria Paula Dallari disse que os alunos selecionados no Sisu devem fazer as matrículas nas próprias instituições de ensino. Se o mesmo aluno for selecionado no Sisu e passar no vestibular para universidades distintas, a secretária disse que as matrículas que não forem efetivadas vão ser novamente disponibilizadas na segunda etapa do Sisu –que vai ocorrer entre os dias 15 e 20 de fevereiro.

“Pode ser que aconteça de se ter coincidência –o mesmo aluno que passou no Sisu, também passou no vestibular. As matrículas que não forem efetivadas, vão abrir vagas que ficarão disponíveis na segunda etapa”, disse a secretária.

O Sisu serve para a seleção de estudantes para instituições de ensino público, principalmente federais. Conseguem as vagas os alunos que obtiveram as maiores notas no Enem. (Folha Online)