Gladson quer informações sobre aumento de tarifa.

gladson_2

Ainda surpreso com o número de  queixas de aumento de energia elétrica em  todo o Estado que chega a seu gabinete em Brasília, o deputado Gladson Cameli(PP/AC) solicitou, ontem, informações  ao Ministério das Minas e Energia acerca da empresa responsável pela leitura do consumo nas casas acreanas  e os critérios de elaboração das tarifas pela Eletroacre. O objetivo, segundo o deputado, é detectar de onde está se formando a majoração de preços para tentar eliminar as causas no nascedouro, ”até porque foi anunciada oficialmente uma redução na tarifa e o que se viu foi exatamente o oposto”.

O deputado se referiu ao anúncio oficial da Aneel, que prometeu uma redução imediata  de 5,74% de redução nas tarifas de energia elétrica para o  Acre.

 A redução prometida foi resultado em grande parte da realização da audiência pública em Rio Branco, solicitada pelo deputado, onde a população pôde livremente suas reclamações  pela qualidade do serviço prestado e  expor as dúvidas quanto à tarifa praticada em todo o Estado. .Para o deputado, a frustração com o alegado aumento da tarifa exige agora respostas convincentes das autoridades do setor, ”para que o consumidor não se sinta novamente lesado”.

No requerimento enviado  ao Ministério das Minas e Energia, o deputado  solicita informações pormenorizadas sobre cada um dos elementos  incluídos na   elaboração das tarifas(incluindo percentual de tributação) e  dados sobre a  empresa terceirizada que presta  serviços a Eletroacre e as condições do contrato assinado. A empresa é responsável pela leitura dos relógios de registro de consumo, o que pode explicar muito do aumento verificado nos últimos meses, por contradição o período onde se registra uma queda no preço das tarifas por se tratar de final de ano.

O parlamentar quer saber, ainda, se existe alguma relação entre a margem de lucro da empresa contratada e  o montante geral de cobrança ao consumidor, além da  situação técnica  dos relógios de aferição de consumo, ”já que são os responsáveis  diretos pelo registro definitivo do consumo presumido”. Para Gladson, a frustração da população frente à redução prometida e o aumento verificado exige uma resposta clara e definitiva das autoridades do setor , ”e como representante da comunidade acreana é meu dever cobrar providências”. (Assessoria)

Assuntos desta notícia

Join the Conversation