Presos vão às urnas

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Arnaldo Versiani convocou ontem, em Brasília, uma audiência pública para definir medidas que garantam o direito de voto aos cerca de 150 mil presos provisórios — que aguardam julgamento — e 16 mil adolescentes internos, na faixa etária de 16 a 21 anos, em todo o país. Apesar de o direito ao voto estar previsto na Constituição Federal, a iniciativa de permitir o sufrágio a pessoas nessas condições é recente, de acordo com dados do TSE. Nas eleições municipais de 2008, apenas 13 estados(1) tiveram alguma experiência em alguns de seus municípios. (Correio Braziliense)

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation