Hoje tem Feira do Peixe no Bujari

Tudo pronto para mais uma Feira do Peixe do Bujari que acontece a partir das oito horas deste sábado (27/03) e que se estenderá até a próxima quinta-feira (1º/04) com os peixes maio-res sendo vendidos a R$ 5,99 e os menores a R$ 4,99. À venda estarão os peixes regionais como tambaqui, pirapitinga, tambacu, piau-açu, além de caras, traíras e tamboatas.

O evento durante seis dias seguidos sempre das oito da manhã às cinco horas da tarde com ônibus grátis saindo da parada das toyotas no bairro da Estação Experimental, de uma em uma hora. Uma equipe de 30 limpadores estarão cobrando R$ 1 para limpar cada peixe. Além de peixes, os visitantes também poderão comprar frutas, verduras, temperos, amendoim, mel e muitos outros alimentos produzidos na região.

A feira promovida pela associação dos piscicultores com apoio da prefeitura do Bujari, Governo do Estado via Seaprof, Banco do Brasil, Caixa, Senar e Ministério da Pesca já se transformou no principal evento comercial daquele município. Tanto que, durante a feira realizada na Semana Santa do ano passado aqueles produtores venderam 60 mil quilos de pescado, e nas duas feiras fora de época mais 26 mil quilos.

“Esta feira é a oportunidade que temos de vender diretamente para a população um peixe mais barato que o preço praticado no mercado. Isso é importante porque com ela nós produtores ganhamos um pouco mais e as pessoas tem a oportunidade de pagar um pouco menos e todo mundo ganha com isso”, explica Roberto Diógenes o presidente da associação de piscicultores.

Ele anunciou que dez produtores estarão oferecendo 60 mil quilos de peixes durante estes seis dias de feira. “Acreditamos que vamos vender muito mais, por isso mesmo, outros cinco produtores estão prontos para atender com a quantidade de peixe que for necessário, então os compradores podem ir ao Bujeri porque peixe nós temos à vontade!”

Roberto é um dos pioneiros do Projeto de Piscicultura iniciado pelo Sebrae em parceria com o Governo do Estado há cerca de sete anos, o qual hoje atende 57 piscicultores. “Este projeto está sendo fundamental para o desenvolvimento da piscicultura em nosso município, graças às orientações e treinamentos oferecidos pela equipe do Sebrae nós avançamos muito, tanto na quantidade de peixe produzido quanto na qualidade da carne que vendemos”, garante.

Choque térmico– Uma das novidades desta feira será a venda de peixes abatidos por choque térmico, o que garante a qualidade, brancura e maciez da carne. Para isso, assim que os peixes são tirados dos açudes, são mergulhados em caixas de água gelada e morrem imediatamente conservando assim todas as suas qualidades. (Ascom Sebrae)

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation