“Não é apenas uma formatura, é uma revolução”, diz Binho, em colação de grau de professores

O governador Binho Marques participou na noite ontem, 19, da cerimônia de colação de grau de mais 217 professores formados pelo curso de Pedagogia à distância mantido pelo Governo do Acre em parceria com a Faculdade de Pedagogia da Universidade de Brasília (UnB). A cerimônia foi realizada no auditório da faculdade Firb/FAAO e reuniu autoridades, gestores da Secretaria de Estado da Educação, Universidade Federal do Acre e UnB. O sistema é modular e utiliza a plataforma Moodle de educação via internet. “Esta noite ficará na lembrança de todos. Este é um feito coletivo e todos estão de parabéns”, disse o governador Binho Marques, que implantou o programa de formação de professores na época em que era secretário de Educação do governo de Jorge Viana.Formatura-professores
Estiveram presentes na solenidade também os deputados estaduais Ney Amorim e Hélder Paiva; o deputado federal Fernando Melo; o presidente da Câmara de Vereadores de Rio Branco, Jessé Santiago; os secretários de Educação Maria Corrêa e Moacir Fecury, respectivamente do Estado e do município de Rio Branco; Márcia Abraão, decana de Ensino da UnB, e Manoel Lima, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sin-teac). “É raro um governo que tem essa sensibilidade”, afirmou Márcia Abraão ao referir-se ao compromisso do Estado do Acre com a melhoria do ensino.

A secretária Maria Correia foi também patronesse da turma e agradeceu a parceria com a UnB, ao mesmo tempo que convocou os formandos à missão de melhorar ainda mais os indicadores do ensino no Acre: “Professores, vocês tem a responsabilidade de lidar com as bases da educação”.

O convênio assinado em 2007 possibilitou a formação em nível superior de 965 professores em 19 municípios do Acre. Em 2011, outros 758 docentes estarão recebendo o diploma de pedagogo. Desde 1999, o número de profissionais formados chegou a 9.801 professores. Apenas na formação do grupo de 217 professores o Governo do Estado investiu R$ 6 milhões. O total de recursos aplicados em todos os programas de formação foi de R$ 47 milhões. “Não é apenas uma formatura, é uma revolução”, disse o governador, agradecendo ao esforço da equipe da SEE liderada pela secretária Maria Correia, à UnB, Ufac e todos quantos trabalharam para que o projeto de formação de professores se tornasse uma realidade.

Em 1999, o Acre possuía apenas 28% dos professores com formação de nível superior. Em abril do próximo ano esse número chegará perto de 100%, fazendo com que o Acre seja o primeiro a universalizar a formação de nível superior entre os docentes da rede estadual. (Agência Acre)

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation