Olimpíada do Conhecimento: Acre sofre baixa

Dengue impede competidora Theime Camilo, de Marcenaria, de disputar uma medalha pelo Estado

Não deu para Theime Camilo da Silva, competidora da área de Marcenaria do SENAI-AC. Por decisão de uma comissão da Olimpíada do Conhecimento, ela foi eliminada do certame devido aos sintomas de dengue que a acometeram ainda na abertura do evento, no dia 8: febre alta, manchas e dores no corpo.

dia

“Estou muito triste. Chegar até aqui e não poder competir é uma sensação horrível”, afirmou a aluna do Centro de Tecnologia da Madeira e do Mobiliário (Cetemm).

De acordo com o chefe da delegação acreana, Jamis Fernandes, a decisão foi tomada para evitar qualquer risco para a competidora, uma vez que ela poderia se envolver em algum acidente sério em sua área de atuação, que é de alto risco.

“Pelo estado delicado de saúde da Theime, ela poderia sofrer tonturas durante a prova, que exige muita concentração e esforço, já que envolve maquinário pesado”, esclareceu Fernandes. Após ser medicada, a comissão da Olimpíada, juntamente com os coordenadores da delegação do SENAI-AC, optou por tal medida de precaução. No entanto, a aluna poderá acompanhar o desempenho dos demais colegas ao longo da semana.

O restante da equipe iniciou normalmente seus trabalhos nesta quarta, 10. Lauana Chalub (Panificação & Confeitaria), Fábio Reis Ferreira (Eletricidade Predial), Lucas Braga de Souza (Mecânica Diesel), Rafael da Silva Araújo (Mecânica Álcool e Gasolina), Mateus Cavalcante Santos Filho (Redes), Dayane de Souza Costa (Tecnologia da Informação-TI), Maria Prisciane de Souza Costa (Sistema de Transporte de Informação – STI), Ivanci Monteiro do Nascimento (Construção Civil – Aplicação de Revestimento Cerâmico) e Felipe Mery da Gama (Construção Civil – Alvenaria) estão dando tudo de si para levar um bom resultado para o Acre.

Esta é a maior delegação acreana numa Olimpíada do Conhecimento e as expectativas da diretora regional do SENAI-AC, Solange Maria Chalub Teixeira, são as melhores possíveis. “Sempre obtivemos boas colocações nas edições anteriores e, para esta em especial, fizemos uma preparação mais intensiva. A abertura do evento foi emocionante e acredito que isso motivou ainda mais nossos alunos”, afirmou. (Assessoria)

dia1

dia2

Assuntos desta notícia


Join the Conversation