No Estrelão chegam três reforços e saem três jogadores

A chegada de dois meias – Testinha e Marco Antônio -, além de mais um atacante, Evilásio, deve dar um novo padrão para o Rio Branco FC, pelo menos é isso que espera o técnico Tiago Nunes. Ao mesmo tempo em que ganha três jogadores, o Estrelão perde três jogadores, dois que pediram a rescisão – Bruno e Zidane – , ainda Daylon, dispensado pelo técnico.
DSCF8017
“Com Marco Antônio e Testinha, ganhamos em qualidade de passe final, além de poder ofensivo”, avaliou Tiago. “Mas temos que ressaltar que os ‘meninos’ que aqui estavam iam bem, tanto é que somos líderes. Podemos afirmar que a chegada deles é para dar continuidade”, enfatizou.

Identificado com o clube, Testinha garante que “brigou” para jogar pelo Estrelão. “Tenho carinho muito grande pelo Rio Branco, foi onde tudo começou. Fiquei muito tempo parado, tive que entrar com liminar contra o Botafogo/DF para atuar novamente pelo Rio Branco, mas agora é dar sequência”, sintetizou o meia.

Contratado para ser a “sombra” no setor ofensivo, o atacante Evilásio preferiu elogiar os companheiros e apenas somar. “Venho para ajudar na hora que for preciso”, disse o jogador que elogiou o companheiro Juliano, com quem atuou em 2003, na série C. “Jogador de qualidade e inteligente, com boa finalização. Tenho que respeitar quem está aqui e esperar meu momento”, afirmou Evilásio que enfatizou que o contrato é apenas até o fim do Estadual. “Depois tenho algumas coisas em andamento”, sem adiantar quais seriam os contatos.

Justamente de Evilásio, o técnico Tiago confirmou que manterá a atual dupla, com Araújo e Juliano. “Os dois tem sete gols na competição, ele (Evilásio) vem em busca de seu espaço, mas está em condições de atuar”, disse Tiago, lembrando que o atacante marcou gols no Estadual Gaúcho. “Tenho opções para atuar com Araújo ou, apesar de ter as mesmas características de Juliano, fazer dupla com ele”, avaliou.

Complicação – Tiago chegou a afirmar que poderia entrar com Zidane na zaga, a saída do zagueiro deixará campo aberto para Diego entrar no setor defensivo. No lugar do capitão Zé Marcos, o técnico ainda está definido sobre Anselmo, Neném ou Moisés. “Com Anselmo ficamos um pouco mais ofensivo, porém um pouco mais expostos, Moisés entrou bem contra o Alto Acre, enquanto o Neném equilibra um pouco mais”, avalia.

Durante o treino, Tiago preferiu fazer um treino de posicionamento. O motivo é dar mais adaptação para Testinha e Marcos Antônio dentro do grupo. “Eles precisam se adaptar a nossa forma de jogar”, disse o técnico. Nesta quinta pela manhã será físico e pela tarde o tático, com ênfase no setor defensivo e na sexta acontece o apronto.

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation