Terceira etapa da campanha de vacinação contra a gripe H1N1 começa hoje

Mesmo com a prorrogação da segunda etapa da campanha de vacinação contra a gripe Influenza A (H1N1) destinada a imunizar mulheres grávidas, crianças com idade entre 6 meses e dois anos e portadores de doenças crônicas, começa nesta segunda-feira, 5, a terceira etapa da cobertura vacinal para adultos que tenham entre 20 e 29 anos de idade.

etapa_vacina

A segunda etapa da campanha foi estendida até o dia 23 de abril.  A vacinação de grupos considerados prioritários foi planejada pelo Ministério da Saúde com base nos índices da Organização Mundial da Saúde. As autoridades de saúde não informam quando e se a vacina contra a gripe H1N1 será aplicada na população de uma forma geral.  

Segunda a gerente estadual do Programa de Imunização, Dora Holanda, até a semana passada 38% das gestantes, 30% da população infantil e 49% de portadores de doenças crônicas receberam a vacina durante a segunda etapa. A campanha contra a Influenza A termina no dia 21 de maio. Deverão receber a vacina ainda idosos acima de 60 anos e pessoas saudáveis entre 30 e 39 anos. No caso de dúvidas sobre as doenças crônicas que se enquadram na campanha, o paciente deve procurar orientação médica.

Confira o calendário de vacinação

Grupos                                                                                                                                Data da vacinação
Gestantes, doentes crônicos, crianças de seis meses a menores de dois anos       22/03 a 23/04
População de 20 a 29 anos                                                                                               05/04 a 23/04
Campanha de vacinação do idoso (gripe comum)                                                         24/04 a 07/05
População de 30 a 39 anos                                                                                               10/05 a 21/05

População de 30 a 39 anos 10/05 a 21/05

 

Doenças crônicas para vacinação

 

Obesidade grau 3 (antiga obesidade mórbida) em crianças, adolescentes e adultos
Doença respiratória crônica desde a infância (ex: fibrose cística, displasia broncopulmonar)
Asma (forma grave)
Doença neuromuscular com comprometimento da função respiratória (ex: distrofia neuromuscular)
Imunodepresão por uso de medicação ou relacionada às doenças crônicas
Diabetes
Doença pulmonar obstrutiva crônica e outras doenças crônicas com insuficiência respiratória
Doença hepática (ex: atresia biliar, cirrose, hepatite crônica)
Insuficiência renal crônica, principalmente em doentes em diálise
Doença hematológica (ex: hemoglobinopatias)
Menores de 18 anos com terapêutica contínua com salicilatos (ex: doença reumática autoimune, doença de Kawasaki)
Síndrome Clínica de Insuficiência Cardíaca
Cardiopatia estrutural (ex: hipertensão arterial pulmonar e valvulopatia)
Cardiopatia isquêmica ou hipertensiva com disfunção ventricular
Cardiopatias congênitas cianóticas
Cardiopatias congênitas acianóticas (não corrigidas cirurgicamente ou por intervenção
Miocardiopatia (dilatada, hipertrófica ou restritiva)
Pericardiopatia

 

(Agência de Notícias do Acre)

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation