Policial que atropelou e matou pedreiro está preso no Bope

O acidente aconteceu por volta das 8h deste domingo, 11, na Avenida Ceará, bairro Cadeia Velha, quando a vítima, o pedreiro Antonio Romão da Silva, 52 anos, retornava para sua residência no bairro Cadeia Velha, após ter ido ao Mercado Elias Mansour fazer compras para o almoço de domingo em família.
Mural5
O soldado Fábio André da Polícia Militar, que dirigia o veículo Pólo de cor branca, placas, MZT 1658 é acusado de ter atropelado e matado o pedreiro que foi colhido em cima da calçada após o policial militar ter subido com o veículo em alta velocidade e bater no corpo da vítima.

Uma equipe de paramédicos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU ainda tentou socorrer o homem, mais a violência do impacto causou a morte do pedreiro em poucos minutos.

Segundo informações de testemunhas, Antônio Romão caminhava em cima da calçada quando o motorista em alta velocidade bateu o veículo no meio fio, subiu a calçada e atropelou o pedreiro, que após ser atingido pelo pára-choque do veículo foi lançado para cima batendo a cabeça contra o pára-brisa e com a violência da batida foi lançado a uma distância aproximada de 30 metros caindo do outro lado da rua.

Policial não prestou socorro a vítima e se evadiu do local com ajuda de amigo

Testemunhas informaram que após o acidente o policial saiu do veículo com dificuldade para andar, subiu na garupa de uma motocicleta e se evadiu do local sem prestar socorro a vítima.

Dentro do veículo, peritos do Instituto Médico Legal e Polícia Técnica encontraram uma lata de cerveja que estava entre as cadeiras do motorista e do passageiro.

A lata de cerveja foi recolhida pelos peritos e levada como “peça” da pericia técnica.

Oficial da Polícia Militar disse que soldado acusado se apresentaria a delegacia de flagrante

Vários policiais militares que estavam de serviço na manhã de domingo, foram ao local do acidente.

O tenente Albuquerque informou que o soldado Fábio André, iria se apresentar com seu advogado a Delegacia Central de Flagrantes – DEFLA, o que não aconteceu durante todo o dia.

Segundo informações de um policial civil de plantão na DEFLA, como o policial não se apresentou ele conseguiu “fugir” do flagrante e deverá se apresentar na delegacia da área em que aconteceu o acidente, no caso a delegacia da 1ª Regional no bairro Cadeia Velha.

 

pedreiro1 

pedreiro2

pedreiro3

pedreiro4

pedreiro5

pedreiro6

pedreiro8

pedreiro9

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation