Audiência sobre apagões é adiada e será realizada no Acre

O deputado federal Gladson Cameli (PP/AC) foi informado que o Ministério das Minas e Energias (MME) mudou a data da audiência aonde a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e a Companhia de Eletricidade do Acre (Eletroacre), deveriam se explicar a respeito dos contínuos apagões no Estado.

adiada

O evento, que estava previsto para ser realizado em Brasília ainda esta semana, foi marcado após uma exposição técnica durante audiência realizada entre a bancada federal e o secretário de Energia Elétrica do Ministério de Minas e Energias (MME), Josias Araújo.

Gladson disse na manhã desta quarta-feira que o Acre tem pressa para solucionar o problema já que milhares de famílias sofrem com a péssima qualidade e os altos custos da energia no Estado. A previsão do MME é que a nova audiência ocorra após o dia 28 de abril.

Serão cobvidados a participar do evento representantes de vários segmentos da sociedade, entre eles o Governo do Acre, Associação Comercial (Acisa), Federação das Indústrias (Fieac), Assembléia Legislativa (Aleac), Câmaras Municipais, Sindicato dos Urbanitários, o corpo técnico do Ministério de Minas e Energias e toda a bancada federal acreana.

De acordo com os dados técnicos do MME, a geração de energia elétrica proveniente do Acre e Rondônia é satisfatória, mas o sistema de distribuição apresenta falhas e tem sido apontado como uma das principais causas dos apagões contínuos e diários em todo o Estado.

E, os indicadores de desempenho da Eletroacre, distribuidora no estado, precisam ser melhor explicados pela Aneel, acusada de  omissão na fiscalização dos serviços prestados no Acre.

Na audiência com os deputados Gladson Cameli, Perpétua Almeida (PC do B) e Sérgio Petecão (PMN),  o secretário informou que foi constatada recentemente um conjunto de falhas estruturais por parte da Eletroacre e que reconhece que o sistema necessita de amparos emergenciais. (Assessoria)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation