Barbeiro é encontrado em 8 residências; moradores fazem exame

O bairro Pedro Roseno, no último sábado, foi palco da primeira atividade de prevenção da doença de Chagas, desempenhada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). O objetivo era realizar exame sorológico com moradores da comunidade, com a finalidade é identificar os casos de infecção ainda na primeira etapa da doença para a qual existe tratamento e cura.

O local foi escolhido por ter apresentado o maior número de aparição do besouro ‘Barbeiro’. Na comunidade residem cerca de 900 pessoas e o barbeiro foi encontrado em oito residências, desses o departamento de vigilância epidemiológica do município identificou que dois estavam contaminados com a doença.

A presidente do bairro, Bea-triz Castro, acredita ter sido ferrada pelo besouro e destaca a importância de toda comunidade realizar o exame para identificação da doença. Ela diz ainda que capturou em sua residência dois besouros que após a confirmação de que era o barbeiro, solicitou a vigilância sanitária para realizar exames para todos os moradores.

O secretário municipal de Saúde, Pascal Khalil, fala sobre o trabalho de mobilização dos moradores para a realização do exame e da atividade de prevenção da doença de Chagas desde que o besouro foi identificado no bairro. Além disso, ele aponta que o Barbeiro foi encontrado no campus da Ufac e também nos bairros Universitário e Vila Ivonete, que foi feito o exame e com isso soube-se que o besouro estava contaminado.

“O Barbeiro contaminado foi identificado nessa comunidade, Entramos em contato com a Fiocruz para que nos encaminhasse o material específico para o exame e para que possamos saber se tem alguém contaminado. É uma ação preventiva porque a doença é curável no início e vamos identificar as pessoas para poder tratar”, enfatiza.

Pascal argumenta ainda que independente da manifestação da doença em humanos, a secretaria irá realizar um trabalho de borrifação de um veneno específico contra o Barbeiro, orientação à população para que sejam tomados cuidados domésticos, visando minimizar o contágio com o besouro.

As principais manifestações do contágio da doença de Chagas pelo Barbeiro são: febre ou inchaço ao redor do local da onde o parasita entrou na pele ou membrana mucosa. Com a infecção aguda pode resultar em inflamação severa do músculo cardíaco ou do cérebro e seu revestimento levando o paciente à morte em 100% dos casos. (Ascom PMRB)

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation