Binho visita novo modelo de delegacia que será padrão de atendimento

Após reunião de trabalho com o Diretor Geral da Polícia Civil do Acre, Emilson Farias, o governador Binho Marques visitou ontem, 28, o projeto de implantação da nova delegacia de Polícia Civil da 5ª Regional, no bairro Adalberto Sena, em Rio Branco. A unidade vem sendo referência no acolhimento ao usuário, experiência pioneira que levará o padrão de atendimento ao cidadão para todo o Estado.
visita-binho-policia-civil
Como exemplo, o atendimento em balcão é terceirizado, o que otimizou a atividade-fim da delegacia, que é a investigação judiciária e elucidação de ilícitos com oferta de segurança à comunidade.  A Diretoria de Centrais de Atendimento (OCA) acompanha a implantação do projeto assegurando adequação do sistema ao arcabouço legal de atendimento ao público. O Acre é o único Estado a possuir legislação específica sobre o tema.

Em seu novo prédio – já construído anexo à delegacia, faltando ajustes para ser entregue à população – a 5ª Regional terá amplas condições de proporcionar atendimento de qualidade, com celeridade e eficiência, ao mesmo tempo oferecendo condições de trabalho bastante satisfatórias. A estrutura do prédio não permite que a vítima se encontre com o agressor, e há equipamentos de acessibilidade, como rampas e banheiros para portadores de necessidades especiais. Acima de tudo, está adequado para a política de regionalização da Segurança Pública e a efetiva integração das polícias. Essa política, levada a efeito em todas as áreas de governo, fará do Acre o melhor lugar para se viver na Amazônia com todos os seus sistemas prontos para funcionar adequadamente.

A Polícia Civil registrou grandes avanços nos últimos anos, entre eles a autonomia da instituição através da criação da Secretaria de Estado da Polícia Civil. Desde 2007, o governo Binho Marques avançou em cursos de capacitação e reciclagem de alto padrão. Já em funcionamento na 5ª Regional e em várias delegacias de Rio Branco, a terceirização do atendimento ao usuário reduziu tempo, otimizou recursos financeiros e o trabalho dos chefes das equipes, reduzindo muito  as queixas na Corregedoria de Polícia Civil por conta de má atendimento. (Agência Acre)

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation