MP Eleitoral promove reunião de integração

O Ministério Público Eleitoral no Acre (MPE/AC), integrado por procuradores da República e promotores de Justiça da Capital e do inte-rior do Estado, esteve reunido na última segunda-feira, 3, para discutir os primeiros passos de suas ações no acompanhamento efetivo do pleito eleitoral deste ano.

O procurador regional eleitoral Fernando José Piazenski, acompanhado pelos procuradores eleitorais auxiliares Paulo Henrique Ferreira Brito e Ricardo Gralha Massia, falou durante o encontro e destacou a necessidade da criação de uma rede de comunicação efetiva entre os membros da Capital e do interior, com especial ênfase no acompanhamento das denúncias, já que o Disque-Denúncia do Tribunal Regional Eleitoral estará diretamente sob controle do Ministério Público.

O procurador-geral de Justiça do Ministério Público do Acre (MP/AC), Sammy Barbosa Lopes, reforçou a necessidade da integração entre os membros para maior efetividade das ações. Além disso, o procurador deu ênfase ao apoio das forças policiais para o cumprimento de eventuais diligências.

Além de observar o cumprimento e fazer valer o previsto pelo calendário eleitoral, os principais pontos a serem acompanhados pelo MPE serão, além da propaganda antecipada, a propaganda irregular e o abuso de poder político e econômico.

SOBRE O MPE – O Ministério Público Eleitoral é composto por membros do Ministério Público Federal e do Ministério Público Estadual. O procurador-geral da República exerce a função de procurador-geral Eleitoral perante o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e indica membros para também atuarem no TSE (subprocuradores) e nos Tribunais Regionais Eleitorais (procuradores regionais eleitorais, que chefiam o Ministério Público Eleitoral nos estados). Os promotores eleitorais são promotores de Justiça (membros do Ministério Público Estadual) que exercem as funções por delegação do MPF. (Ascom MPF)

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation