Pedro Ranzi visita obras do Complexo Penitenciário de Senador Guiomard

O governador do Acre em exercício, desembargador Pedro Ranzi, visitou ontem, as obras do Complexo Peniten-ciário de Senador Guiomard, projetado para convivência com alta e média segurança. A obra é dividida em duas fases e consolidação dessas etapas demandará recursos que somam cerca de R$ 17 milhões. Pedro Ranzi esteve acompanhado do corregedor-geral do Tribunal de Justiça, Samoel Evangelista; da juíza da Vara Criminal de Senador Guiomard, Luana Campos; os secretários Eduardo Vieira (Obras Públicas), Cássio Silveira (Ações Socioeducativas) e Leonardo Carvalho, presidente do Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen). “É um projeto bem elaborado, uma grande obra”, disse Pedro Ranzi, que ocupa interinamente o cargo de governador durante a viagem de Binho Marques à Costa Rica.

No total, a área construída é de mais de 38 mil metros quadrados. A previsão é que a primeira unidade seja entregue em setembro próximo. A primeira fase está em conclusão e apenas ela terá capacidade para abrigar 112 presos na unidade de segurança média e 28 na segurança máxima. O presídio possui dois blocos de tria-gem. Na segurança média são 56 celas para dois presos cada. Quando totalmente concluída, a unidade abrigará 588 reeducandos sentenciados provenientes dos municípios do Vale do Acre. As obras são resultado de projetos que respeitam todos os parâmetros de segurança e o Governo do Acre promoveu algumas alterações para melhorar a qualidade do ambiente interno, dotando-o de ventilação e iluminação adequadas, coleta e tratamento de esgoto. Todos os ambientes e espaços estão, de acordo com Leonardo Carvalho, dentro dos parâmetros estabelecidos pelo Programa Nacional de Segurança com Cidadania (Pronasci) do Ministério da Justiça e do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária.

O CPSG possui bloco educacional com seis salas de aula e dois blocos de oficina, que se somam às obras com programas estaduais e federais com compensação financeira e remissão de pena para quem ali trabalha. “Com essa unidade vamos atender principalmente jovens de 18 a 29, que somam 70% da população carcerária do Acre”, disse Leonardo Carvalho. O Complexo Penitenciário de Senador Guio-mard contará com estrutura para desenvolvimento do Projovem Urbano em presídios.

O programa é resultado de um convênio com o Ministério da Justiça, pelo qual o detento recebe bolsa de R$ 60 como incentivo e as aulas são contadas para remissão de pena. 

Além disso, o CPSG possui ambientes para cumprimento de pena do regime disciplinar diferenciado. Em cada uma das 28 celas há o solário, onde o detento toma banho de sol. Estão sendo implantadas lavanderia e cozinha, centro de triagem, inclusão, guaritas e muralha. Na segunda etapa, cujas obras estão em andamento, a unidade passará a contar com núcleos de saúde, educação, vivência coletiva, oficinas e novos blocos de visita. (Agência Acre)

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation