Primeiro Ecoparque acreano é inaugurado em Xapuri

Para marcar o atual momento do turismo regional, foi inaugurado ontem, às 10h, em um ramal a menos de 7 Km de Xapuri, o primeiríssimo ecoparque acreano, uma iniciativa da Pousada Ayshawa para oferecer mais opções de lazer no Estado.Ecoparque
Construído em uma área de 7 hectares, a grande atração do parque é o exclusivo circuito de arvorismo superior (trilhas entre as árvores), totalmente dotado dos equipamentos de segurança necessários para prevenir acidentes. Isso mesmo, você pode caminhar – e com o alívio de saber que está seguro – por entre as enormes árvores do espaço.

E as novidades não param por aí. Parece até coisa de televisão, mas o outro destaque do Ecoparque Ayshawa é a prática de tirolesa, uma atividade radical na qual o praticante atravessa (em descida) o trecho de algum rio por meio de um cabo aéreo. Um esporte emocionante para o final de semana, perfeito para injetar mais adrenalina na vida cotidiana.

Acompanhados do circuito de arvorismo e da emocionante tirolesa, certamente outros encantos à parte ficarão por conta da riqueza naturais e das paisagens do local. O parque foi projetado desde o verão de 2009 para ter um bosque repleto de árvores, floresta densa e uma grande diversidade de fauna e flora. Em outras palavras, são cenários tipicamente acreanos, com uma imensidão dos mais incríveis tons de verde imagináveis. 

Porém, nada disso se compara ao que está por vir. Futuramente, o projeto do Ecoparque Ayshawa prevê construções mais estruturadas nas árvores. Entre elas, estão trilhas e pontes extensas, casas maiores, lanchonetes, lojinhas de souvenirs e áreas para camping, além da inclusão de hospedagem e restaurante no solo e de um píer para o tráfego de barcos (o que depois pode virar ponto de passeio, pedalinhos e/ou pesque-pague).

A respeito do custo para a entrada no parque (já que se trata de uma iniciativa privada), ainda está sendo negociado. A idéia é que seja valores acessível para todos os públicos.

tirolesa
Mais três ecoparques em construção

Outra grande mudança que o ecoparque de Xapuri traz é a promessa de novos investimentos. Com sucesso e inovação do Ayshawa, outros três projetos de ecoparques com circuito de arvorismo e tirolesa já estão em andamento no Acre, prova de que está surgindo uma nova corrente turística: a aventura.

O primeiro deles ficará situado no Seringal Bom Destino, em Porto Acre, às margens do Rio Purus. Outro será feito também em Xapuri, no Seringal Cachoeira, um resgate à história de Chico Mendes. Por fim, o terceiro projeto prevê um parque na APA do Lago do Amapá, à sudeste do Rio Acre (ótimo para pesca e apelo histórico).

As obras já estão aprovadas, parcerias com a Secretaria Estadual de Turismo (Setur) já foram firmadas e parte de recursos já está licitada/arrecadada. Falta só finalizar!    

ecoparque-una
Primeira diretoria acreana da Abeta é empossada

Além da inauguração do Ecoparque Ayshawa, foi empossada ontem a primeira diretoria da coordenação acreana da Abeta (Associação Brasileira das Empresas de Turismo de Aventura). A partir de agora, a rede nacional passa a atuar em todo o Estado, reunindo o empresariado local e desenvolvendo ações para fortalecer o Ecoturismo e o Turismo de Aventura na região. Uma missão difícil, contudo, que sem dúvida vale, e muito, à pena.

De acordo com João Bosco Nunes, membro da diretoria da Abeta/AC e idealizador da abertura local da entidade, a maior proposta da comissão será o incentivo de passeios, rotas e eventos mais dinâmicos para o Estado, levando em conta o modelo de Turismo sustentável, socialmente inclusivo e economicamente viável. Tanto é que já está entre suas metas iniciais criar uma agenda ambiental, voltada a guiar o Turismo na região.

Por outras funções, caberá à Abeta/AC influenciar políticas públicas para os seus fins, qualificar trabalhadores e empreendedores da área, organizar e debater com freqüência a prática de atividades, combater a concorrência desleal (clandestinos e estrangeiros ilegais), representar o segmento diante da sociedade, além de identificar problemas e buscar soluções para o Ecoturismo de Aventura no Estado.

Ao todo, a Abeta possui 282 instituições associadas, em 24 estados brasileiros. Destas, 19 comissões são formalizadas para a abertura de fóruns de discussões e propostas. A associação atua desde 2003, quando surgiu por meio de uma lista de discussão na internet. A maior virtude da Abeta é garantir a união em prol do desenvolvimento do turismo aventureiro no Brasil, com a garantia de atividades altamente seguras. (T.M.)

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation