Pular para o conteúdo

Temporão diz que adesão é baixa e convoca grávidas para vacinação contra gripe suína

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, afirmou nesta sexta-feira que a vacinação de grávidas contra a gripe A (H1N1) –a gripe suína– ainda é baixa e convocou as gestantes para que procurem os postos de saúde.

gravidinha_1

“A vacina é segura e é importante para ela e para seu bebê. Os efeitos colaterais são mínimos”, afirmou. O ministro lembrou que “a maioria das mortes tanto no ano passado como neste ano foram de mulheres gravidas”.

Temporão atribuiu a baixa adesão ao possível receio das gestantes em relação à vacina. “Houve muito ruído no início da campanha, correntes na internet dizendo que a vacina fazia mal, mas nada disso é verdade.”

Segundo ele, a adesão das gestantes à campanha está em 63%, mas a meta é imunizar 80% do público alvo.

Campanha
Os postos de saúde estarão abertos neste sábado (8), último dia de vacinação para pessoas com idades entre 20 e 29 anos, crianças entre seis meses e dois anos e doentes crônicos. A abertura dos postos foi decidida pelo Ministério da Saúde e Conselho de secretários estaduais e municipais da Saúde, mas depende de cada município.

Também no sábado começa a campanha de vacinação contra gripe comum para idosos –que poderão tomar as duas doses.
Na segunda (10) começa a vacinação para pessoas com idades entre 30 e 39 anos. A imunização vai até dia 21 e, nesse período, as gestantes também podem tomar a dose.

Prorrogação
O ministro admitiu que esta etapa da campanha de imunização contra a gripe suína poderá ser prorrogada em Estados onde a meta não foi atingida –o que ocorre, atualmente, no Amazonas, em Mato Grosso, na Bahia e em Roraima. O Rio já definiu prorrogar a campanha.
Segundo Temporão, no geral, a campanha já imunizou 81% do público alvo, mas ainda é preocupante o resultado da campanha para o grupo entre 20 e 29 anos –até ontem, havia atingido 69%. (Folha Online)