Ufac abre hoje o primeiro congresso do Intercom Norte sediado pelo Acre

Comunicação é um princípio básico da democracia e do livre pensamento social. Porém, exercer o ‘quarto poder’ exige profissionais qualificados e responsáveis. Atenta a isso, a Ufac sedia a partir de hoje (27), no Anfiteatro, o primeiro Intercom Norte feito no Acre, um evento que tem tudo para se tornar um marco na formação acadêmica de jornalistas, publicitários e RPs do Estado. Adotando o tema Comunicação, Cultura e Juventude, o congresso vai de hoje até o sábado (29), a partir das 19h.
Intercom
Recebendo delegações de quase todos os estados da região, a expectativa de público para o Intercom é de 450 pessoas (na terça já haviam quase 500 cadastrados). Para os inscritos, o credenciamento começará a ser feito antes do início das atividades, às 17h.

A palestra que abrirá o Intercom será a do renomado jornalista do Globo Universidade André Curvello: Relações entre Universidade e Jornalismo. Além dele, a conferência reunirá outros grandes nomes do jornalismo e de universidades brasileiras, tais como Valério Cruz Britto (Unisinos), Murilo César Ramos (UNB), César Ricardo Siqueira (UFS) e Mariana Martins (Intervozes). Eles debaterão as principais questões/polêmicas dos cursos de Comunicação, assim como suscitar a extensão coletiva destes debates.

De acordo com a reitora da Universidade Federal do Acre, Olinda Batista, o Intercom será primeira oportunidade real que os jornalistas e publicitários acreanos terão para trocar experiências com outros alunos e profissionais do Norte. Sendo assim, cria-se a oportunidade de achar os melhores caminhos para aprimorar os cursos em tal área.

 Mas a ‘troca de figurinhas’ não é tudo. Com a apresentação de trabalhos e pesquisas rigorosamente selecionadas, os comunicadores do Acre terão a chance de remodelar os seus métodos de atuação para superar as adversidades locais. Quem sabe até trazer inovações! Com isso, quem ganha é o aluno, o profissional e a própria sociedade. 

“Para o jornalismo acreano, é a 1ª vez que recebemos um evento desta natureza. Por isso, estamos apostando nos benefícios que ele pode trazer, já que muitas vezes o que nos falta são só alguns pequenos ajustes para que tenhamos um curso mais qualitativo. Além disso, é um benefício aos alunos que precisam cumprir 200h extra, pois se trata de uma atividade cultural muito rica para conhecimentos gerais”, destacou Olinda Batista.

Discussões – As temáticas que certamente não faltarão no congresso da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom) são: a adesão de novas tecnologias à Comunicação Social; os desafios do jornalista moderno; as atuais tendências mercadológicas na área; o fortalecimento do jornalismo cultural no Norte; a ética dos profissionais (jornalistas e publicitários); o fim da Lei de Imprensa; o papel dos cursos de Comunicação na formação profissional; novas correntes jornalísticas e publicitárias; o ingresso e a consolidação no mercado de trabalho, dentre outras.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation