Homem que matou mulher com 21 facadas é encontrado morto

Marinildo dos Santos, 21 anos, o ex-presidiário que na manhã de sábado, 1º, matou com 21 facadas a dona-de- casa Clemilda Negreiros Julião, 36 anos, foi encontrado morto na manhã de ontem, 4, na cela 26 do Pavilhão “B” do Presídio Francisco de Oliveira Conde.
Segundo informações, o detento estava dependurado a uma camisa na grade do banheiro da cela e supostamente teria cometido suicídio.
Santos-21-anos
A Polícia Civil vai investigar a morte do preso, pois existem suspeitas de que ele tenha sido assassinado e não se matado.

Marinildo dos Santos matou a namorada com 21 facadas enquanto ela segurava o filho recém-nascido no colo. O acusado somente parou de golpear a vítima devido à intervenção de uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) que passava no momento.

O bebê que a vítima segurava no colo quando foi morta era filho dela e de um homem que cumpre pena no presídio. Além do recém-nascido, Clemilda tinha outro filho de seis anos com esse detento. Há indícios ainda de que a morte de Marinildo tenha sido encomendada pelo ex-esposo da vítima.

Corregedoria Administrativa do Iapen/AC acompanha o caso
 
O Instituto de Administração Penitenciária do Acre – IAPEN/AC informa que por volta das 5h10min da manhã, desta terça-feira, 04 de maio, o preso Marinildo dos Santos Conceição foi encontrado morto na cela 26 do Pavilhão B do Complexo Penitenciário Dr. Francisco D’Oliveira Conde, onde cumpria prisão provisória isolado por ter matado a própria esposa com 21 facadas no último sábado, dia 01 de maio.

Agentes Penitenciários que prestam serviço no referido pavilhão informaram que após a realização de ronda de rotina constataram que o preso estava sem vida, pendurado por uma camiseta na ventilação da cela, numa hipótese de suicídio por enforcamento.

Logo em seguida, ao saber do ocorrido, a Direção da Unidade acionou imediatamente a Polícia Civil que designou equipe da perícia técnica para as providências cabíveis.

A Corregedoria Administrativa do IAPEN/AC acompanha o caso desde as primeiras horas da manhã. Equipe técnica do serviço social do Instituto foi designada para prestar o apoio necessário aos familiares do preso.

Leonardo das Neves Carvalho 
Diretor do IAPEN  

Assuntos desta notícia

Join the Conversation