Operação “Castro” da PF e Anvisa já  prendeu oito pessoas no Acre

A Operação “Castro”, de-sencadeada pela Polícia Federal e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), teve início na manhã de quinta-feira, 27, no município de Cruzeiro do Sul, onde foram realizadas fiscalizações em todas as farmácias da cidade. A operação resultou na prisão de três proprietários e o fechamento temporário de três estabelecimentos.
Operacao-castro29
As pessoas presas foram encaminhadas à delegacia de Polícia Federal daquele município e, em seguida, transferidas para o presídio Manoel Néri da Silva.

Na manhã de ontem, 28, a mesma operação foi deflagrada na Capital e em todos os municípios do Estado.

Até o meio-dia de ontem, 8 proprietários de farmácias foram presos e 8 estabelecimentos fechados.

Três pessoas foram presas em Rio Branco, três em Cruzeiro do Sul, uma no município de Epitaciolândia e outra em Assis Brasil.

Em coletiva na sede da Superintendência da Polícia Federal, os delegados Richard Murad Macedo e Agnaldo Mendonça Alves, acompanhados do assessor da chefia da Anvisa, Marcel Figueira, informaram que durante a operação foram encontrados crime fazendário, falsificação de medicamentos, contrabando, tráfico de drogas e venda de medicamentos de uso exclusivo para hospitais.

Marcel Figueira, da Anvisa, informou que em algumas farmácias foram apreendidos medicamentos  para impotência sexual contrabandeados e que o uso pode acarretar prejuízos à saúde do consumidor e até à morte. “Existem situações em que o medicamento não possui nenhum princípio ativo, e em outros casos uma super dosagem de princípios ativos que pode causar a morte”, afirmou o representante da Anvisa.

Alegando que não poderiam prestar informações detalhadas sobre a operação porque ainda estava em andamento, os delegados federais declararam que muitos remédios, foram apreendidos. Medicamentos sem autorização da Anvisa, xaropes de origem chinesa, receituários médicos em branco e somente com a assinatura do profissional, dentre outros crimes.

A Polícia Federal anunciou que na próxima segunda-feira, 31, divulgará um balanço ofi-cial da operação, com a quantidade de medicamentos apreendidos e pessoas presas, como também todas as providências adotadas.

ocastro5
O Assessor da chefia da ANVISA, Marcel Figueira com os delegados da Polícia Federal Agnaldo Mendonça Alves e Richard Murad Macedo

Operação “Castro” é em homenagem ao primeiro boticário do Brasil
A Polícia Federal costuma batizar as operações de forma criativa. Todas as operações estão relacionadas a algum fato ou personagem da história brasileira ou internacional.

A Operação “Castro”  foi batizada em homenagem  a Dio-go de Castro, o primeiro boticário no Brasil.

No período colonial, os medicamentos e outros produtos com fins terapêuticos podiam ser comprados nas boticas. Geralmente, o boticário manipulava e produzia o medicamento na frente do paciente, de acordo com a farmacopéia e a prescrição médica.

ocastro1

ocastro2

ocastro3

ocastro4

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation