Operação FORTALEZA

Nota a imprensa

A OPERAÇÃO FORTALEZA foi iniciada em JUN/2008 com o objetivo de desarticular extensa e complexa Organização Criminosa (OrCrim), liderada pelo nacional JOSÉ ROBERTO FERNANDES BARBOSA (ZÉ ROBERTO), que se especializou em internalizar carregamentos de COCAÍNA (cloridrato e pasta base), através das fronteiras do BRASIL com o PERU e a COLÔMBIA.

A droga é escoada até Manaus por duas rotas principais, sendo uma através do Rio Juruá, após a entrada pela cidade de Cruzeiro do Sul/AC, e outra pelo Rio Solimões, após adentrar pela cidade de Tabatinga/AM. Em Manaus, parte da droga é distribuída aos traficantes locais, sendo o restante despachado para Fortaleza/CE e Belém/PA, através de “mulas” arregimentadas pelo grupo.

Em decorrência das investigações realizadas pela Delegacia de Repressão a Entorpecentes – SR/DPF/AM, até a presente data foram presas em flagrante 30 (trinta) “mulas”, por tráfico ilícito de entorpecentes, sendo que a maior parte delas tentava embarcar para o Nordeste com pacotes de droga presos ao corpo.

No decorrer das investigações, a Organização Criminosa integrada por DORA LILIA OCHOA COELLO ou DORA LILIA UCHOA COELHO (DORA), JACKSON EDGARDO MENESES DIAZ (Colombiano – mandante do crime), MANUEL ANTONIO ARAUJO ANDRADE (executor), JHON WILSON QUIROZ OSPINA, vulgo “NEGRO”, protagonizaram os homicídios contra os traficantes: MÁRIO JORGE VIANA DA SILVA e JOSÉ ALBERTO RODRIGUES FERNANDES, na data de 05/10/2009, tendo sido os cadáveres encontrados em 09/10/2009, em Adrianópolis, Manaus/AM, fato devidamente investigado no bojo do IPL Nr 943/2009, o qual tramita em curso na SR/DPF/AM em avançado estágio de investigação.

Foram apreendidos aproximadamente R$ 300.000,00 (trezentos mil reais) em espécie e mais de uma tonelada de COCAÍNA, desde o início das investigações.

Visando o encerramento das investigações, foram expedidos pela 4ª Vara Federal no Amazonas 36 (trinta e seis) mandados de prisão preventiva, 02 (dois) mandados de prisão temporária e 27 (vinte e sete) mandados de busca e apreensão, que serão cumpridos simultaneamente nos estados do ACRE, AMAZONAS, PARÁ e CEARÁ.

Ao todo foram investigadas 85 (oitenta e cinco) pessoas pelos crimes de tráfico ilícito de entorpecentes, lavagem de dinheiro, bem como associação e financiamento ao tráfico de drogas.

Para a deflagração da operação nesta capital foi empregado o efetivo de 130 (cento e trinta) policiais, incluindo o apoio de 25 (vinte e cinco) integrantes da Força Nacional de Segurança Pública.  (Assessoria/PF)

Assuntos desta notícia

Join the Conversation