ProUni vai oferecer pelo menos 60 mil bolsas em instituições privadas

Os estudantes interessados em disputar uma das bolsas do Programa Universidade para Todos (ProUni) para o segundo semestre de 2010 devem fazer a inscrição pela internet a partir da próxima terça-feira (15) até o dia 19 de junho. As regras do processo seletivo foram divulgadas hoje (9) no Diário Oficial da União (DOU).

O programa oferece bolsas para alunos de baixa renda em instituições privadas de ensino superior. Para se candidatar ao benefício é necessário ter participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2009 e ter cursado todo o ensino médio em escola pública ou na rede particular na condição de bolsista.

O Ministério da Educação (MEC) ainda não fechou o total de bolsas que serão oferecidas, mas, segundo a secretária de Ensino Superior, Maria Paula Dallari Bucci, serão no mínimo 60 mil – 39 mil integrais e 21 mil parciais. O benefício pode ser integral, que custeia 100% da mensalidade, ou parcial, que arca com 50% dos custos.

As bolsas integrais são destinadas aos alunos com renda familiar mensal per capita de até um salário mínimo e meio (R$ 765). As bolsas parciais são para os candidatos cuja renda familiar mensal per capita não seja superior a três salários mínimos (R$ 1.530).

Os candidatos podem escolher três opções de instituições de ensino, cursos ou turnos. A nota no Enem 2009 será usada como critério para o preenchimento das vagas. De acordo com a portaria do MEC, é vedada a inscrição de candidatos que tenham nota inferior a 400 nas provas ou tirado zero na redação daquele exame. 

Leia também:

Ministério da Educação divulga regras da seleção do ProUni no segundo semestre

O Diário Oficial da União publicou hoje (9) a Portaria Nº 16 do Ministério da Educação (MEC), que regulamenta o processo seletivo para receber bolsas do Programa Universidade para Todos (ProUni) referente ao segundo semestre de 2010.

Têm direito ao ProUni os brasileiros sem diploma de curso superior que participaram do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2009. A regra também exige que o candidato tenha cursado o ensino médio na rede pública de ensino ou tenha sido bolsista integral da rede privada.

Para fazer a inscrição é obrigatório informar o número de inscrição no Enem e o CPF. O MEC definirá em edital o cronograma para a inscrição no ProUni.

O programa pagará bolsas integrais (100%) aos inscritos com renda familiar mensal per capita (somatório dos rendimentos da família dividido pelo número de pessoas) de até um salário mínimo e meio (R$ 765). As bolsas parciais (de 50% e de 25% do valor da mensalidade) serão pagas aos candidatos cuja renda familiar mensal per capita não seja superior a três salários mínimos (R$ 1.530).

Também podem participar do ProUni também os portadores de deficiência, assim como os professores da rede pública de ensino que estejam no exercício da profissão, para seleção em cursos de licenciatura.

Os candidatos podem escolher três opções de instituições de ensino, cursos ou turnos. A nota no Enem 2009 será usada como critério para o preenchimento das vagas. De acordo com a portaria do MEC, é vedada a inscrição de candidatos que tenham nota inferior a 400 nas provas ou tirado zero na redação daquele exame.  (Agência Brasil)

 

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation