Na TV, Serra vira “Zé” e fala em ampliar Bolsa Família

Exatamente um mês depois de acusar o PT de uso eleitoral do horário político por promover Dilma Rousseff, o PSDB repetiu a fórmula e dedicou ontem os dez minutos de seu programa partidário à candidatura de José Serra à Presidência. Chamado de “Zé”,  Serra monopolizou o programa, fazendo até promessas de campanha. A primeira fala de Serra foi uma “vacina” ao discurso de que pretende acabar com os benefícios sociais se eleito: “O Bolsa Família deve ser ampliado, fortalecido”. Ele também prometeu ampliar programas de saúde e o ensino profissionalizante. “Vamos juntos. O Brasil pode mais”, conclamou, usando o slogan de campanha.

Tucano é apresentado como homem de bem com a vida, mas faltou emoção

Na primeira frase do programa tucano de ontem -que deveria, como prevê a lei, ser de divulgação partidária, mas foi de indisfarçável propaganda eleitoral, como todos os partidos têm feito até aqui-, José Serra afirma que o Bolsa Família deve ser “ampliado e fortalecido”. Tentou assim se vacinar contra o discurso de que uma vitória sua poderia significar a extinção de um programa que beneficia 11 milhões de famílias -mais de 30 milhões de eleitores. Dono de um terço dos votos dos que aprovam o presidente Lula, Serra sabe que cada ponto percentual nesse estrato mina diretamente a candidatura petista. Apresentar-se como um continuador melhorado do atual presidente é a maneira de tentar ir em frente, diferenciando-se timidamente, mas sem perder esse cabedal de votos.  (Folha de S. Paulo)

 

 

 

 

 

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation