Marcelo Brás treina forte e Neném retorna aos treinamentos

Após a “tempestade” na estreia do Rio Branco FC com goleada, a comissão técnica tem motivos para comemorar. O técnico Tarcísio Pugliese espera nas próximas horas a liberação do atacante Marcelo Brás para defender o clube, além do meia Neném que está recuperado da fissura perto do tornozelo esquerdo e que o manteve afastado dos treinamentos nas últimas duas semanas.

“Claro que o Neném está voltando agora, após vários dias com a perna imobilizada, e não estará 100% fisicamente. Já o (Marcelo) Brás, jogador de bastante qualidade e que vem treinando forte, tem toda uma identidade, vem demonstrando muita vontade”, avaliou o técnico. Foi exatamente o que o meia disse: “Estou me sentindo bem, após o tratamento com o Lucas (Cintra), agora recuperar o físico para estar a disposição do professor”.

Apesar de toda a experiência, tendo atuado inclusive no exterior, o atacante Brás afirma certa ansiedade para retornar a defender o Estrelão. “É claro que tem, mas tudo que quero é poder ajudar o grupo”, afirma. Sobre o elenco, Brás ressalta para a qualidade: “Temos consciência que temos capacidade de conquistar os três pontos no domingo e lutar pela classificação e é o que iremos buscar”.

Mudanças – O técnico Tarcísio Pugliese vem mantendo a escalação que irá enfrentar o Fortaleza/CE, no domingo, ainda um mistério, no entanto é quase certo que ocorram várias mudanças, entre elas na lateral direita. Ananias foi poupado do treino no estádio José de Melo, pela manhã, enquanto o lateral de origem, Ley, herói do título Estadual, vem treinando entre os principais.

Jogador forte no ataque, como é tradicional no Rio Branco com seus laterais, Ley vem repetindo o esquema tático adotado nas últimas temporadas, com a cobertura de Butti em suas subidas e descendo na do volante. “Sempre que entrei sempre me empenhei ao máximo para ajudar minha equipe e agora não será diferente”, disse. Sobre a derrota, Ley afirma: “Ela só veio para fortalecer e unir ainda mais nosso grupo”.

Marquinhos – Durante pronunciamento, o presidente do Rio Branco, Natal Xavier teria afirmado que o zagueiro Marquinhos havia assumido toda a culpa pela derrota, porém o técnico Tarcísio Pugliese ressalta que houve uma falha na interpretação do que o dirigente havia afirmado.

“O Marquinhos assumiu os erros dele, como todos erraram, como todos que fazem parte do processo numa derrota. Na vitória todos acertam, na derrota a derrota a cobrança é grande e ele é muito homem para assumir seus erros e falhas, mas todos os outros atletas erraram”, disse o técnico. Não se pode colocar um peso maior em ninguém e se alguém tem culpa, esse sou eu”, acrescentou elogiando a qualidade técnica do zagueiro. “É um atleta que se dedica, trabalha forte, um excelente atleta, não apenas um jogador”.

No Arena – O Estrelão voltou a se movimentar na tarde desta quarta-feira, no estádio Arena da Floresta. O técnico Tarcísio Pugliese fez questão de antes de iniciar o coletivo, conversar separadamente com alguns jogadores.

Com a bola rolando, as novidades na equipe principal foram as entradas do lateral direito Ley, o zagueiro Rafael, o lateral esquerdo Ivan e o meia/atacante Luís Carlos. Apesar de treinar entre os reservas, o atacante Marcelo Brás espera pela liberação de seu nome no BID da CBF e também pode ser outro nome entre os titulares.

Na maior parte do treino, Pugliese utilizou a seguinte escalação: Marcelo Cruz; Ley, Marquinhos Costa, Rafael, Ivan; Zé Marcos, Butti, Luiz Carlos, Testinha; Marcelo Maciel e Valdir Papel. No entanto o técnico do Rio Branco descartou qualquer escalação e garante que a dúvida que ainda tem só irá definir momentos antes do jogo de domingo.

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation