Erosão pode apartar principal via de acesso das Placas

A Rua Joaquim Macedo – principal via de acesso ao bairro Placas – está ameaçada pelo processo de erosão que já expulsou cerca de 15 famílias da lateral direita, sentido Centro/bairro. Além da calçada, pelo menos cinco metros da pista estão comprometidos. Uma imensa cratera começa a se formar no local, ameaçando motoristas e transeuntes. A Companhia de Trânsito da Capital (Ciatran) reforçou a sinalização para evitar possíveis acidentes. A preocupação da comunidade é que o grande fluxo de veículos agrave ainda mais a situação da pista.
Erosao-placas
O comerciante Clemildo do Nascimento decidiu encarar o perigo. Ele é dono de uma oficina de bicicletas, localizada na área de risco, bem próxima à cratera que invade a pista. Segundo ele, só vai desocupar o estabelecimento quando a prefeitura cumprir o acordo e lhe entregar uma construção em outro lugar.

De acordo com Clemildo, o município está arcando com as despesas de aluguel de todas as famílias que aceitaram deixar o local. A promessa é que elas sejam contempladas com casas populares em conjuntos habitacionais. Para ele, o aluguel não resolve o seu problema, então decidiu esperar no próprio local, mesmo sabendo dos riscos que sofre.

O processo de erosão no bairro Placas é antigo, mas se agravou consideravelmente nos últimos dois anos, quando a prefeitura, através da Coordenação Municipal de Defesa Civil, resolveu dar início a retirada das famílias que residiam na área.

Todos os moradores foram removidos com segurança e as construções demolidas para evitar possíveis retornos. Agora, a preocupação é com a Rua Joaquim Macedo. Caso o desbarrancamento persista, há risco de apartamento, o que traria sé-rios prejuízos à comunidade.

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation