Laudo da exumação de Edna sai na próxima semana

O relatório final da exumação do cadáver da estudante Edna Maria Ambrósio, 23 anos, morta durante uma blitz de trânsito no dia 25 de fevereiro deste ano, em Rio Branco, só deverá ficar pronto na próxima semana. A informação é do diretor de Polícia Técnica, Jessélio Advíncola.

Segundo ele, a perícia está sendo realizada por peritos e médicos legistas do próprio Instituto Médico Legal (IML), haja vista que não houve solicitação por parte da Justiça para que os materiais coletados fossem encaminhados a laboratório com sede fora do Estado.

A exumação foi determinada pelo titular da Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Rio Branco, Leandro Leri Gross, para que fossem retirados fragmentos que ainda estariam no corpo de Edna.

“Se todos os fragmentos tivessem sido retirados do corpo da vítima e não tivessem omitido o exame de residograma, certamente já teríamos elementos suficientes para o esclarecimento da arma utilizada no disparo letal”, justificou o juiz ao tomar a decisão. De acordo com informações extra-oficiais, a equipe optou por retirar apenas os fragmentos maiores, num total de cinco. A partir do novo material coletado, os técnicos se dedicam agora em refazer os exames de balísticas, com o fim de esclarecer muitas dúvidas que pairam sobre o caso.

Além da arma de onde partiram os disparos, a Justiça quer saber se existem resíduos de material asfáltico nos fragmentos retirados da jovem, uma vez que os policiais indiciados pelo crime alegam que efetuaram disparos para o solo.

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation